Menu

DJ Avicii, dono do hit "Wake Me Up", morre aos 28 anos


"É com profundo pesar que anunciamos a perda de Tim Bergling, também conhecido como AVICII, diz o texto enviado à imprensa. "Ele foi encontrado morto em Muscat, Omã, nessa sexta feira(20) à tarde. A Informação foi confirmada pela assessoria do músico ao site da revista Billboard
A família está devastada e pedimos a todos para respeitar, por favor, a sua necessidade de privacidade nesta ocasião difícil. Declarações adicionais não serão feitas", diz o comunicado.
Até o momento, a causa da morte de Avicii não foi divulgada.

Avicii foi um dos maiores nomes da música eletrônica dos últimos anos. Seu primeiro sucesso nas paradas de eletrônica no mundo foi "Levels", em 2011. Em 2013, lançou seu álbum de estreia, "True", com o hit "Wake me up", maior hit de sua carreira. Em 2015, lançou o álbum "Stories".

Entre seus outros sucessos estão "Hey brother", "I could be the one", "Waiting for love", "The nights" e "Levels". Avicii era associado aos subgêneros da música eletrônica de house progressivo, electro house e EDM.

Ele produziu três faixas do disco "Rebel Heart" (2015), de Madonna, e ajudou a compor e produzir "A sky full of stars", hit do Coldplay do ano anterior.


Problemas de saúde

De acordo com a revista "The Hollywood Reporter", Avicii sofria de pancreatite aguda, em parte pelo excesso de bebida alcoolica.

Em 2014, Avicii cancelou todos os compromissos profissionais daquele ano. Seus representantes disseram que o DJ iria descansar em sua casa em Estocolmo, e se recuperar de complicações relacionadas a cirurgias para remover o apêndice e a vesícula biliar, feitas no começo daquele ano.

A notícia levou a comentários sobre a aparência do cantor em redes sociais. Na época, fãs divulgaram fotos em que Avicii aparecia muito magro.

Outros astros da música eletrônica, como Calvin Harris, Marshmello e DJ Snake, lamentaram a morte de Avicii.

Fim das turnês em 2016

Em março de 2016, ele escreveu uma carta aos fãs anunciando que iria deixar de fazer turnês após o fim daquele ano.

"Eu nunca vou deixar a música de lado – continuarei a falar com meus fãs, mas decidi que esta turnê de 2016 vai ser a minha última, com meus últimos shows. Vamos fazer com que sejam um estrondo!", escreveu ele em uma longa carta divulgada em seu site oficial. "Uma parte de mim diz nunca diga nunca, [diz que] eu poderia voltar – mas eu não vou voltar tão cedo."

Avicii descreveu o momento em que tomou sua decisão: "Duas semanas trás, tirei um tempo para dirigir pelos Estados Unidos com meus amigos e minha equipe, apenas para olhar, entender e pensar sobre as coisas de uma maneira diferente. Isso realmente me ajudou a perceber que eu precisava fazer uma mudança contra a qual eu vinha lutando fazia um tempo".

Desabafo em 2017

    "Eu precisava dar um jeito na minha vida. Essa coisa toda do sucesso só pelo sucesso. Eu não estava conseguindo nenhuma felicidade mais", Avicii disse à revista "Rolling Stone" em setembro de 2017, após o lançamento do EP "Av?ci ".
"A EDM começou a ficar saturada há quatro, cinco, seis anos, quando o dinheiro se tornou tudo. Daquele ponto em diante, eu comecei a não querer me associar mentalmente com a EDM", ele completou.


Brasília registra cinco casos notificados de H1N1; novo boletim será divulgado nesta sexta-feira

Além da confirmação do diagnóstico de H1N1 em um estudante do colégio Mackenzie, em Brasília, a Secretaria de Saúde do DF registra cinco casos confirmados desse tipo de vírus e uma morte.
A campanha nacional de vacinação contra a influenza vai começar em todo o país, na próxima segunda-feira, dia 23 de abril, e vai até primeiro de junho. O dia D de combate ao vírus vai ser no sábado 12 de maio.

A Secretaria de Saúde do DF informou que ainda não foi notificada pelo médico que confirmou a doença. Segundo a nota da escola, algumas medidas foram tomadas para prevenir a proliferação do vírus influenza.

De acordo com o Ministério da Saúde, o vírus é o causador da H1N1 e os principais sintomas são febre alta, dores musculares, de garganta e de cabeça, além de coriza e tosse seca. A médica consultora da Sociedade brasileira de infectologia, Nancy Bellei, explica como se dá a transmissão.

Outros subtipos do vírus influenza também foram registrados no DF e, no total, são 104 vírus respiratórios. O balanço leva em conta o último boletim epidemiológico e um novo vai ser divulgado nesta sexta-feira.

A campanha nacional de vacinação contra a influenza vai começar em todo o país, na próxima segunda-feira, dia 23 de abril, e vai até primeiro de junho. O dia D de combate ao vírus vai ser no sábado 12 de maio.

O Ministério da Saúde informou que, somente no DF, são mais de 700 mil que fazem parte do público-alvo, que é de crianças com menos de cinco anos, grávidas, idosos, mães no pós-parto, professores, indígenas, trabalhadores da saúde, pessoas em restrição de liberdade e agentes penitenciários.

Mortes de ciclistas aumentam 17,8% no estado de São Paulo


O número de mortes de ciclistas em acidentes de trânsito aumentou 17,8% no estado de São Paulo no primeiro trimestre deste ano, em relação ao mesmo período de 2017, passando de 73 para 86 ocorrências. Os dados são do Infosiga SP, sistema do governo estadual de São Paulo que divulga dados de acidentes de trânsito.

“Vários fatores contribuem para esse dado, entre eles o aumento do número de ciclistas nas cidades. Temos atuado junto aos municípios e contemplado projetos que favorecem esse grupo, incluindo a construção de ciclovias e melhorias na sinalização. Mas é fundamental que os demais atores do trânsito tenham mais cuidado com o ciclista, que merece sempre nosso respeito e atenção”, disse, em nota, Silvia Lisboa, coordenadora do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, programa do governo para redução de mortes no trânsito.

A ciclovia da Avenida Paulista permite que o ciclista percorra vias exclusivas da Zona Oeste até a Zona Sul da cidade  - Marcelo Camargo/Agência Brasil

Para a diretora da Associação dos Ciclistas Urbanos de São Paulo – Ciclocidade, Aline Cavalcante, a lógica que relaciona a ampliação do número de ciclistas ao aumento das mortes em acidentes é errônea. Segundo ela, esse aumento tem a ver com a diminuição da fiscalização do trânsito. “Todos os dados internacionais, mesmo dados do município aqui de São Paulo e várias outras cidades do Brasil, demonstram que a relação é exatamente inversa: a medida em que se aumenta o número de ciclistas, você diminui o número de mortes, é inversamente proporcional”, disse.

Ela explicou que, com o aumento de ciclistas, há uma lógica de construir políticas públicas de incentivo a esse meio de transporte e que a cultura da bicicleta faz com que a sociedade comece a prestar mais atenção nesse modal. “Então, quanto mais se aumenta a visibilidade para a bicicleta, menores são as chances de acidentes fatais, a tendência é diminuir com o tempo”, acrescentou.

Aline destacou que é necessário ampliar não somente a malha de ciclovias e ciclofaixas, que em geral são responsabilidade das prefeituras, mas desenvolver, em nível estadual, políticas públicas de mobilidade entre cidades, especialmente na região metropolitana. "[Precisamos de] infraestrutura cicloviária nas rodovias, redução de velocidades em locais onde tem acesso a cidades e integração com transporte de massa [metrô, trem e ônibus intermunicipais]”, avaliou.
Mortes no trânsito

No mesmo período, o número de mortes em acidentes de trânsito no estado, em geral, registrou queda de 7,1%, passando de 1.298 para 1.206 ocorrências. Somente em março, foram 445 mortes ante 473 no mesmo mês do ano passado, ou seja, redução de 5,9%.

Nas vias municipais, a redução foi mais acentuada, apontou o levantamento. Ruas e avenidas tiveram 581 óbitos no primeiro trimestre, queda de 11,4% em relação a 2017, quando foram registrados 656 casos. Já nas rodovias que cortam o estado, foram registradas 512 mortes, redução de 3,6% ante o ano anterior, que teve 531 casos.

Os motociclistas lideram as estatísticas de mortes, no entanto, houve redução de 6,8% entre janeiro e março – 412 mortes neste ano ante 442 em 2017. Entre pedestres, também houve queda no número de mortes: foram 337 casos em 2018 contra 377 no ano passado, ou seja, redução de 10,6%. Ocupantes de automóveis aparecem na terceira posição, com redução de 0,7% (275 óbitos contra 277).
Edição: Amanda Cieglinski

Anatel aprova redução na tarifa de telefonia fixa da Telefônica

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou a redução nos preços cobrados da telefonia fixa da Telefônica em 2,65%. Os novos valores serão cobrados a partir do dia 1º de maio e valerão para o estado de São Paulo, onde a empresa é concessionária.

Com isso, a partir do próximo mês, a assinatura residencial cairá para R$ 24,22, contra os R$ 24,88 (sem imposto) atualmente cobrados. A assinatura não residencial passará de R$ 41,64 para R$ 40,54 e a assinatura tronco (PABX para grandes empresas) cairá de R$ 42,20 para R$ 41,09. Já a assinatura das linhas classe especial, o chamado telefone popular, voltado para usuários de baixa renda, passará de R$ 7,81 para R$ 7,60.

Segundo a Anatel, a redução deve-se ao compartilhamento dos ganhos da fusão entre as empresas Vivo e GVT no ano de 2016.
 
A Anatel decidiu também  que a Nextel deve ainda pagar cerca de R$ 22 milhões pela adaptação das autorizações das faixas de frequência detidas pela empresa, além do já pago. "As faixas que originalmente eram destinadas ao Serviço Móvel Especializado, trunking, passaram para o Serviço Móvel Pessoal, telefonia celular. A autorização para a adaptação foi dada pela Anatel há dois anos", informou a assessoria.
 
 
Edição: Nádia Franco


Ataque conjunto dos EUA, França e Reino Unido na Síria já está em andamento


Da Agência EFE

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta sexta-feira (13) que os ataques conjuntos com a França e o Reino Unido contra o governo de Bashar al Assad "estão em andamento neste momento". Trump disse que os objetivos da ofensiva são as "capacidades de armamento químico" de Assad, a quem acusa de ter efetuado um ataque químico no passado sábado na cidade de Duma. A informação é da EFE.

Trump disse nesta sexta-feira que seu país "manterá sua resposta" militar contra o governo de Bashar al Assad até conseguir deter o uso de armamento químico.

"Estamos preparados para manter esta resposta até que o regime sírio detenha seu uso de armamento químico proibido", afirmou Trump após anunciar hoje o início de uma ofensiva conjunta com a França e o Reino Unido contra as "capacidades de armamento químico" de Assad.

Mais cedo, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se reuniu hoje com sua equipe de Segurança Nacional e anunciou em pronunciamento que decidiu lançar ataques de precisão contra o regime do sírio Bashar Al Assad, em parceria com o Reino Unido e a França.

Trump, anunciou "ataques de precisão" conjuntos com o Reino Unido e a França contra as "capacidades de armamento químico" do governo de Bashar Al Assad na Síria.


    Síria confirma que está enfrentando ataque dos EUA, França e Reino Unido

Com estes ataques, os três países respondem ao suposto ataque químico ocorrido no sábado passado na cidade de Duma, pelo qual culpam o governo sírio.

Em Lima, o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, deixou prematuramente nesta sexta-feira a cerimônia de abertura da 8ª Cúpula das Américas e retornou ao seu hotel, enquanto a imprensa especulava sobre o possível anúncio de Trump, relativo à Síria.

Pence, que devia participar da cerimônia de abertura e depois de um banquete, se dirigiu ao seu hotel pouco depois de chegar ao Grande Teatro Nacional de Lima, enquanto a Casa Branca convocava em Washington os jornalistas para um possível anúncio.

A crise na Síria foi exatamente o motivo que Trump deu para cancelar sua viagem à Lima para participar da Cúpula das Américas.

Pence chegou hoje à capital peruana para representar o presidente americano no evento e se reuniu com opositores venezuelanos e com a ativista cubana Rosa María Payá.

Prefeitura de Curitiba pede à Justiça transferência de Lula da sede da PF


 Maiana Diniz - Repórter da Agência Brasil

A prefeitura de Curitiba, por meio da Procuradoria-Geral do Município, solicitou  nesta terça feira(13) à Justiça Federal do Paraná que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seja transferido da Superintendência da Polícia Federal (PF) na capital, onde está preso desde sábado (7), para outro local em Curitiba. Os motivos são os transtornos causados aos moradores do bairro Santa Cândida, onde fica a sede da PF, além de problemas de segurança devido a manifestações pró e contra Lula nas ruas próximas ao local, que tem levado a constantes reclamações dos residentes.

No pedido, a procuradora-geral Vanessa Volpi pede que Lula seja levado para “local seguro e adequado às circunstâncias do caso, restabelecendo-se a ordem, o direito de ir e vir e a segurança da população”, e alega que é de conhecimento notório que a sede da Polícia Federal não tem estrutura para custodiar um ex-presidente da República.

“Tanto é que o próprio Sindicato dos Delegados de Polícia Federal do Estado do Paraná já solicitou a transferência imediata do ex-Presidente Lula para outro local que possa oferecer condições de segurança e que não traga transtornos e riscos para a população e aos servidores da Polícia Federal”, argumenta no documento.

Na petição, Vanessa Volpi também afirma que o município já esgotou as providências administrativas e judiciais para o cumprimento da ordem judicial de isolamento, mas não foram suficientes para impedir a montagem do acampamento.

Serviços prejudicados

De acordo com a prefeitura de Curitiba, a presença de manifestantes nos arredores da sede da PF mudou a rotina da região. No dia da prisão, a Justiça Estadual do Paraná acatou pedido da prefeitura para que fossem proibidas manifestações e acampamentos nos arredores da sede. A Polícia Militar isolou a área, mas os manifestantes favoráveis a Lula montaram um acampamento nas imediações do bloqueio policial, ocupando ruas e calçadas e dificultando a execução de serviços como reparos à iluminação pública e a coleta de lixo da região, conforme a prefeitura.

Segundo o governo local, há pelo menos dez postes apagados aguardando manutenção no bairro ocupado. “O restabelecimento da iluminação pública em pontos da região do bairro Santa Cândida, em especial na área ocupada por manifestantes, nas proximidades da Superintendência da Polícia Federal (PF), não está sendo possível devido à falta de acesso dos veículos que fazem a manutenção. Na região há cerca de 500 pessoas acampadas permanentemente, número que chega a mil em determinadas horas do dia”, informou a prefeitura.

Também houve mudança na rotina de coleta de lixo das residências que ficam na área ocupada, por falta de passagem para o caminhão. Conforme a prefeitura, a coleta dos resíduos gerados pelos manifestantes está sendo feita sem problemas, com o depósito em local combinado com os líderes do ato.
Edição: Carolina Pimentel

Reinauguração do Mercatudo Casas André Luiz unidade Sorocaba é comemorada com Sucesso total !

Foi uma grande festa! O Mercatudo Casas André Luiz Unidade Sorocaba  tremeu no último sábado (7) com a super reinauguração. Após uma reforma, clientes e colaboradores puderam conferir a nova loja, mais bonita e espaçosa, além de contar com processos eficientes e práticos para seus clientes.
A reforma ocorreu para que fosse possível oferecer uma maior variedade de produtos no ponto de exposição, facilitando a escolha do cliente na hora de adquirir o produto desejado.
 Os setores de roupas e eletrodomésticos foram reorganizados, deixando a loja ainda mais bonita e requintada.  A grande festa foi divulgada pela Rádio Sorocaba FM onde foi anunciado preços de até 50% de desconto, preparados especialmente para a grande reinauguração. A população de Sorocaba e Região compareceu em peso e formou uma grande fila em frente a loja antes mesmo da abertura.
No dia da reinauguração, o Mercatudo Casas André Luiz distribuiu pirulitos, pipocas e muito mais.
Os clientes que visitaram a loja puderam conhecer o estander da Rádio Sorocaba que foi montado no interior da loja e com som ao vivo para os clientes e ainda conhecer e interagir com os locutores Roberto Neander / Tony Athiê e nosso parceiro Kaká Martins da Rádio Top FM que esteve presente nesta grande festa de reinauguração fazendo flashs ao vivo das grandes promoções, com preços de até 50% de desconto.
Contamos também com a presença marcante da Dj Edilaine virando todas nas mixagens ao vivo pela Rádio Sorocaba.
Os clientes que passaram pelo estander da Rádio Sorocaba, ganharam CDs de vários artistas renomados, camisetas da rádio, adesivos e muitos outros pêmios.
A Rádio Sorocaba e toda a equipe de gestores Mercatudo que está sempre inovando e ganhando cada vez mais a credibilidade e satisfazendo a população do Bazar Mercatudo Casas André Luiz, agradece a população de Sorocaba e Região pela participação calorosa nesse grande evento.
Parabéns também a todos os funcionários (as) que sempre vestem a camisa Mercatudo e faz com que a loja Bazar Beneficente Mercatudo seja sempre um ponto de referência em nossa cidade!

A loja Mercatudo Casas André Luiz fica na Rua Fernão Dias Falcão, nº 6 - Vila Angélica - Sorocaba.

Roberto Neander / Rádio Sorocaba FM
www.radiosorocaba.com.br

SES tranquiliza sobre risco de epidemia de gripe em Sorocaba


A Secretaria da Saúde (SES) de Sorocaba rebateu, na tarde destedomingo(25), um alerta em áudio gravado pelo presidente da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Sorocaba, padre Flávio Jorge Miguel Júnior, sobre o risco de uma epidemia grave de gripe H3N2 neste outono/inverno, a qual o hospital não está preparado para atender. A SES informou, por meio de nota ao Cruzeiro do Sul, seguir todos os protocolos e recomendações do Ministério da Saúde, repassados pela Secretaria de Estado da Saúde, e que até o momento não houve nenhum alerta a respeito de uma epidemia de gripe neste outono e inverno.

O padre Flávio fez o alerta nosábado(24), por WhatsApp, para um pequeno grupo de membros do Conselho Municipal de Saúde. Porém, a mensagem vazou eontemera compartilhada por inumeráveis usuários do aplicativo. Ouvido nestedomingo pelo Cruzeiro do Sul, o padre confirmou a autenticidade da mensagem. Segundo o religioso, ele recebeu um alerta de um amigo médico, que é infectologista na Universidade de Campinas (Unicamp), sobre a possibilidade de uma gripe mais forte atingir este ano o Brasil e diversas cidades, inclusive Sorocaba.


Objetivo foi alertar, diz padre

"O objetivo não é alarmar e nem causar pânico na cidade, mas alertar para que sejam tomadas as devidas precauções com antecedência. Por isso, eu entrei em contato com o prefeito José Crespo (DEM) e falei com ele sobre essa hipótese. Ele me respondeu por e-mail, por volta das 4h30, e disse que a Prefeitura ainda não pode fazer licitação, mas ele vai começar a tomar as prevenções", diz a mensagem do presidente da Santa Casa. Mais adiante, o padre Flávio adverte: "Não estou fazendo terrorismo, mas quero avisar que a Santa Casa já vive lotada, com 13 leitos na emergência e a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com 18, e eu tenho que deixar dois de reserva em caso de problemas cirúrgicos. Se a epidemia de gripe vier a se confirmar, a Prefeitura de Sorocaba tem que arranjar outros lugares porque não vaiterleito na Santa Casa."

Na resposta ao Cruzeiro, a Secretaria de Saúde enfatiza ainda que "o padre não é autoridade competente para anunciar o surgimento ou alastramento de novas variações da gripe, ainda mais baseando-se na opinião de um amigo infectologista". A SES afirma que conta com leitos na Santa Casa, Santa Lucinda, Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS) e hospital do Gpaci, para o caso do surgimento de uma epidemia de gripe.


O que dizem os especialistas

Para a médica infectologista Priscila Helena Santos, ouvida neste domingo (25) pelo Cruzeiro do Sul, o alerta feito pelo padre Flávio é importante no sentido de que as pessoas devem estar atentas ao chamamento para vacinação, mas acredita que não há motivo para alarde, lembrando que a vacina a ser distribuída pelo governo neste ano contará, entre as variações do vírus influenza, com o H3N2 em sua composição.

Priscila disse que o H3N2 circulou, neste último inverno, pelo hemisfério norte, e se espera que ocorra o mesmo no hemisfério sul, mas que até o momento não tem observado, na rotina de atendimento, o aumento de casos de gripe. Porém, com a chegada de dias mais frios, é esperado que surjam as gripes. Além da vacinação, a médica orienta que outra forma de prevenção é a higiene pessoal (lavar as mãos constantemente, utilizar lenços ao espirrar e tossir, evitar ambientes fechados com aglomeração) e ainda faltar ao trabalho e escola sempre que estiver com sintomas, que são febre acompanhada de dor de garganta, coriza, tosse e dor de corpo.

Já o médico infectologista e professor do curso de Medicina da Pontifícia Universidade Católica (PUC) de São Paulo, Fernando Ruiz, acredita que o padre "faz alarde com razão". Falando ao Cruzeiro do Sul direto dos Estados Unidos, o médico afirma que lá o vírus fez "muito estrago", levando muitas pessoas a internação e a óbito, e que a epidemia deste ano seria considerada uma das piores dos últimos anos.O infectologista pondera, entretanto, que o problema deverá ser do País todo e não somente de Sorocaba, e que não se pode prever se a gripeterá no Brasil a mesma gravidade que teve nos Estados Unidos.


Vacinação começa em abril

A Prefeitura de Sorocaba adiantou que promoverá, entre os dias 16 de abril e 25 de maio (com Dia D no dia 5 de maio), a Campanha de Vacinação - Influenza. No dia 15 de abril haverá também um simpósio promovido pelo governo do Estado sobre a influenza (gripe).
Na imprensa nacional e no exterior, os casos de mortes causadas pelo vírus H3N2 nos EUA foram noticiados no começo do ano. No Brasil, por enquanto, há duas mortes confirmadas, em Taubaté (SP). O Cruzeiro do Sul pesquisou os sites do Ministério da Saúde, Sociedade Brasileira de Infectologia e Sociedade Brasileira de Imunizações, e não encontrou nenhum alerta específico sobre um possível surto da gripe H3N2.
Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul
 26/03/18 | Adriane Mendes e Ana Cláudia Martins
https://www.jornalcruzeiro.com.br/materia/871869/ses-tranquiliza-sobre-risco-da-gripe-em-sorocaba



Notícias
Sete pessoas morrem no segundo tiroteio em uma semana na Rocinha


Sete pessoas morreram em mais um tiroteio na favela da Rocinha, zona sul da cidade do Rio de Janeiro, no início da manhã deste sábado (24). As vítimas chegaram a ser levadas para o Hospital Miguel Couto, mas não resistiram.  Nenhum policial foi ferido durante a operação. O caso está sendo investigado pela Divisão de Homicídios da Polícia Civil.

Na quarta-feira (21) à noite um policial militar e um morador haviam morrido durante outro confronto entre policiais e bandidos da comunidade.

Por meio de nota, a Polícia Militar informou que o Batalhão de Choque foi surpreendido por pessoas armadas e teve de reagir. Nas redes sociais, nas páginas como Favela da Rocinha e Rocinha Alerta, moradores afirmam que as vítimas se renderam, mas, ainda assim, foram executados pelos policiais.

Também informam que mais dois criminosos atingidos por balas conseguiram fugir a pé pela mata, escapando do cerco. A PM não comentou as denúncias.
A Rocinha, uma comunidade com cerca de 70 mil pessoas e uma das maiores favelas do país, teve a rede elétrica atingida e está sem luz. A Light, concessionária de energia, informou que, diante da insegurança, não pode enviar técnicos para reestabelecer o fornecimento.

Também nas redes sociais, moradores reclamaram por terem equipamentos afetados no sábado, dia de descanso de boa parte das famílias. Outros contaram que, por conta dos tiroteios, não conseguiram sair para trabalhar.

O jovem Raull Santiago, do Coletivo Papo Reto, de mídia independente, usou seu perfil para denunciar abusos policiais. “Recebemos várias informações de uma intensa operação esta na Rocinha, onde policiais estão violando o direito de moradores, destruindo casas e esculachando geral durante abordagens na rua”.

Santiago também é coordenador do Movimentos, projeto que reúne jovens de favelas em defesa de uma nova política de drogas, com objetivo de diminuir a violência nas comunidades, altas taxas de homicídio e de encarceramento. O núcleo tem apoio do Centro de Estudos de Segurança e Cidadania, da Universidade Candido Mendes.

O suposto confronto com a PM ocorreu na Rua 2 e na localidade conhecida como "Roupa Suja". No local, foram encontrados pelos policiais um fuzil, sete pistolas e duas granadas.

A PM mantém patrulhamento reforçado na comunidade desde setembro de 2017, quando bandidos de facção criminosa rival à instalada na Rocinha tentaram retomar o controle da venda de drogas. Para auxiliar as polícias, cerca de 1 mil agentes das Forças Armadas fizeram um cerco no local. Nenhum dos traficantes líderes do confronto foi preso, à época.

Marechal

Neste sábado, foi sepultado no Cemitério do Caju, no centro, o morador Antônio Ferreira, de 70 anos, conhecido como Marechal, vítima dos tiroteios provocados pelas operações policiais, na quarta-feira (21). Na mesma ação, o PM Felipe Santos de Mesquita, de 28 anos, baleado no abdômen, também morreu. O soldado foi enterrado ontem (23), em Sulacap.

O serviço Disque Denúncia oferece recompensa de R$ 5 mil por informações que levem aos assassinos de Felipe de Mesquita. O telefone é (21) 2253-1177.
Edição: Armando Cardoso
www.radiosorocaba.com

Segurança pública
Verba para intervenção no Rio pode surgir de reoneração, diz Meirelles

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse hoje (19) que recursos para a intervenção federal no Rio de Janeiro poderão vir da reoneração da folha de pagamento de setores empresariais, cujo projeto de lei tramita no Congresso Nacional.

O Projeto de Lei (PL) 8.456/17 trata da redução das renúncias fiscais sobre folhas de pagamento, prevendo o fim da desoneração de determinados setores da economia. A intenção é, com a chamada reoneração, aumentar a arrecadação do governo. O projeto é uma das 15 prioridades elencadas pela presidente Michel Temer para equilibrar as contas alternativas, com o adiamento da votação da reforma da Previdência.

"Esperamos que seja aprovado o projeto para gerar fonte de recursos para programas prioritários, inclusive, a intervenção no Rio de Janeiro", afirmou em entrevista à rádio CBN.

Esses recursos deverão ser solicitados pelas Forças Armadas e podem ser usados, por exemplo, para combustível ou armamento. O ministro da Fazenda enfatizou, no entanto, que despesas referentes à manutenção da força de segurança do próprio estado, que envolvem equipamentos e salários, já são parte do projeto de recuperação do estado.

"Já houve liberação de recursos e já existem outros recursos sendo liberados para o estado do Rio de Janeiro. Evidentemente, uma boa parte disso deve ser usada pelo estado para a segurança e, conseqüentemente, para aquela estrutura de segurança do Rio, comandada pela intervenção federal", observou.
Ontem (18), o ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Oliveira, disse que governo vai liberar crédito extraordinário para a intervenção na segurança pública do Rio. Também serão liberados mais recursos para o Ministério Extraordinário da Segurança Pública.

A informação foi dada após reunião com o presidente Michel Temer e outros ministros para tratar do tema segurança pública. De acordo com Dyogo Oliveira, a proposta de crédito extraordinário deve ser enviada ao Congresso Nacional até o fim desta semana.

Na entrevista de hoje, Meirelles disse que o valor na casa de R$ 1 bilhão citado pelo ministro do Planejamento é ainda uma avaliação preliminar e que as Forças Armadas ainda não fecharam o valor exato que será necessário.

Aço e alumínio

Meirelles também falou sobre a medida tomada pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de elevar as taxas de importação sobre o aço e o alumínio. Segundo o ministro, o Brasil está conversando com os americanos sobre a decisão. Ele afirmou, ainda, que há a hipótese de "alguma ação na Organização Mundial do Comércio, mas não há decisão tomada".

"Os americanos têm que deixar um pouco mais claro", disse. E acrescentou: "Queremos saber exatamente qual é a negociação e, no caso específico do Brasil, quais são os termos".

No dia 1º de março, Trump, anunciou a decisão de impor tarifas de 25% sobre a importação de aço e de 10% sobre a de alumínio. No dia 8, ele oficializou a decisão, mas decretou isenção para seus vizinhos e parceiros no Nafta, o tratado de livre comércio da América do Norte, Canadá e México.

Em entrevista ao programa A Voz do Brasil, da EBC, o embaixador do Brasil nos Estados Unidos, Sérgio Amaral, afirmou que o governo brasileiro está agindo em três frentes em Washington para conseguir a isenção: ação junto ao governo norte-americano, reuniões com congressistas e apoio às empresas brasileiras com filiais nos Estados Unidos que queiram conversar com grupos de parlamentares norte-americanos que advogam a favor do Brasil, assim como com a bancada do Congresso americano que cuida de aço.
Edição: Kleber Sampaio

Acusado de desviar R$ 10 mi
Justiça nega liminar e mantém ex-presidente da Fecomércio preso

Vladimir Platonow – Repórter da Agência Brasil

O ex-presidente da Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ) Orlando Santos Diniz teve negado pedido liminar para suspender sua prisão preventiva. A medida foi decidida nesta segunda-feira (19), pelo desembargador federal Abel Gomes, da Primeira Turma Especializada do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2).
O Ministério Público Federal (MPF) acusa Diniz, que renunciou à presidência da Fecomércio, de participação em esquema de lavagem de dinheiro e corrupção ativa e passiva e de integrar organização criminosa. Ele foi preso no dia 23 de fevereiro, pela Polícia Federal, na Operação Jabuti, um desdobramento da Operação Calicute, que envolve o ex-governador Sergio Cabral, agentes públicos e empresários.

A defesa de Orlando Diniz sustentou, segundo nota divulgada pelo TRF2, "que ele estaria afastado da presidência da Fecomércio e que se fosse solto não ofereceria risco à instrução criminal, bem como não pretenderia se furtar de eventual aplicação de pena, se condenado". O pedido foi apresentado em recurso de habeas corpus, cujo mérito ainda será julgado pelo TRF2.

Em sua decisão, o relator Abel Gomes considerou que não há ilegalidade na prisão preventiva, que estaria devidamente fundamentada.
Edição: Denise Griesinger

Rio de Janeiro
Marun: Morte de Marielle deve ser esclarecida em até 70 dias


 Léo Rodrigues – Repórter da Agência Brasil

O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, disse hoje (19) que os órgãos responsáveis pelas investigações de crimes levam, em média, de 60 e 70 dias para solucionar os casos mais difíceis, como o assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes. A declaração ocorreu após uma reunião com o general Walter Braga Netto, interventor federal na segurança pública do Rio de Janeiro.

"Temos que lembrar que 60, 70 dias é o prazo que tem demandado as investigações para solução desses crimes mais difíceis", afirmou o ministro, citando os casos do desaparecimento do pedreiro Amarildo de Souza na favela da Rocinha, em 2013, e do homicídio da juíza Patrícia Acioli, em 2011. "Tenho a convicção de que nesse prazo ou até quem sabe num tempo menor, podemos comemorar o esclarecimento desse brutal assassinato", acrescentou.

Marun disse que se reuniu com Braga Netto para parabenizar os responsáveis pela intervenção pelo trabalho realizado até o momento e também para se colocar à disposição para contribuir. Segundo o ministro, os assassinatos na capital fluminense estão diminuindo. "Temos estatísticas ainda internas que trazem essa visão de que está acontecendo uma retração no número de ocorrências no Rio de Janeiro", disse, sem apresentar números.

Para Marun, já há o que comemorar. Ele menciona duas recentes apreensões no estado, realizadas respectivamente pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) e pela Polícia Federal (PF): uma de mais de 40 armas, incluindo fuzis, e outra de 232 quilos de cocaína.

Na opinião do ministro, o homicídio de Marielle não coloca em cheque a intervenção. "Ao contrário, o brutal assassinato da vereadora é prova de que algo tem que ser feito para deter esta escalada de violência que hoje sequestra o Rio de Janeiro".
Edição: Denise Griesinger

Fórum Mundial da Água
Vila Cidadã é inaugurada e deve receber 30 mil pessoas


Grande novidade do 8º Fórum Mundial da Água (FMA), a Vila Cidadã foi inaugurada na manhã deste sabado (17) pelo governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg e representantes das diversas instituições envolvidas na organização do evento. O diretor de Gestão da Agência Nacional de Águas (ANA), Ricardo Andrade, destacou que esta é a primeira vez que o fórum é realizado no Hemisfério Sul e lembrou o início do sonho em trazê-lo para Brasilia, há seis anos, durante a sexta edição do evento, em Marselha na França.

"Um dos grandes desafios que naquele momento nós elegemos foi o de envolver o cidadão no 8°Fórum Mundial da Água. E aqui estamos. Vamos realizar um evento para mais de 10 mil participantes. E esta é a primeira edição da Vila Cidadã, do Fórum Cidadão, para o cidadão, e teremos aqui mais de 30 mil pessoas durante toda esta semana", disse.

Para o presidente do Conselho Mundial da Água (CMA), professor Benedito Braga, nesta edição do fórum "o Brasil mostra que a participação do cidadão nos temas da agua é fundamental para que a agenda hídrica possa subir às mais altas lideranças políticas. É só através da mobilização dos cidadãos em torno desse tema que nós teremos a oportunidade de fazer com que a classe política tenha a noção exata da importância do tema da água", disse Braga, que também é secretário de Saneamento e Recursos Hídricos do estado de São Paulo.

Em seu discurso, o governador do DF, Rodrigo Rollemberg, agradeceu o apoio que Brasília recebeu para conseguir sediar o 8°Fórum  Mundial da Água e destacou a expectativa pela participação da população no evento.  "Compartilhando água, esse é o tema do fórum e nós não poderíamos começar melhor do que estamos, com a inaguração da Vila Cidadã. Pela primeria vez, temos um fórum aberto totalmente para receber crianças, jovens, brasileiros de todos os estados, estrangeiros de todas as partes do mundo para compartilhar as suas experiências com a água. E podemos avançar com a nova consciência em relação a esse bem que se confunde com a própria vida", afirmou.

Erguida em um espaço de 10 mil m², a Vila Cidadã vai oferecer atrações para todos os tipos de público, desde as crianças até os adultos. A vila estará aberta ao público neste sábado (17) às 9h e vai funcionar até o dia 23, diariamente das 9h às 21h.

Brasília - Abertura das atividades da Vila Cidadã do 8º Fórum Mundial da Água 2018 (Wilson Dias/Agência Brasil)

A Operação Lava Jato completou neste sábado (17) quatro anos e a Agência Brasil traz alguns números relacionados à investigação.

 André Richter - Repórter da Agência Brasil*

A Operação Lava Jato completa neste sábado (17) quatro anos e a Agência Brasil traz alguns números relacionados à investigação.

Condenações na primeira instância

A operação já acumula 49 fases. Nesse período, 188 pessoas foram condenadas por envolvimento nas fraudes descobertas pela Polícia Federal, conforme levantamento feito pela Agência Brasil.

As sentenças - que somam 40 - foram proferidas pelo juiz federal Sérgio Moro, titular da 13ª Vara Federal em Curitiba e responsável pelas investigações na primeira instância judicial. Além de investigados ligados à Petrobras e ex-diretores de empreiteiras, que assumiram fazer parte de um cartel para desviar recursos de contratos da estatal, foram condenados políticos que deixaram de ter foro por prerrogativa de função e passaram a ser julgados pela primeira instância da Justiça. Muitos dos condenados respondem pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro por terem recebido vantagens indevidas oriundas de desvios da Petrobras.

Dos condenados, vários foram sentenciados mais de uma vez, como o doleiro Alberto Youssef e o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa. Youssef foi condenado dez vezes. Costa foi apenado em oito sentenças, mas ambos firmaram acordos de delação premiada com o Ministério Público e estão livres.

Sem julgamentos no STF

Nas instâncias superiores da Justiça, nenhum dos investigados com foro privilegiado, como deputados, senadores e ministros, foram julgados pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

As primeiras investigações chegaram à Corte em 2015. De acordo com levantamento mais recente divulgado pelo gabinete do ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato na Corte, cinco ações penais envolvendo investigados estão em andamento, duas foram enviadas para o ministro-revisor, última etapa para julgamento; duas estão em diligências finais, além de 50 inquéritos sem denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR).
Saiba Mais

    Dallagnol diz que revisar prisão em segunda instância pode enterrar Lava Jato

Sobre a demora na análise dos casos, a Segunda Turma da Corte - da qual Fachin faz parte - tem dito que o Supremo não se dedica exclusivamente às ações da Lava Jato, diferentemente do juiz Sérgio Moro,

Outros números

Em quatro anos, ainda foram registrados 395 pedidos de cooperação internacional com 50 países. Conforme balanço divulgado pelo Ministério Público Federal nesta sexta-feira, 39 investigações da Lava Jato tramitam em tribunais superiores, sendo 36 delas no STF, envolvendo 101 investigados, e 134 delações premiadas foram assinadas e enviadas à Corte para homologação.

Com os acordos de colaboração e leniência, é estimada a recuperação de cerca de R$ 12 bilhões para os cofres públicos - R$ 1,9 bilhão já foi devolvido.

Histórico

A operação começou no dia 17 de março de 2014. Munidos de 81 mandados de busca e apreensão, 28 de prisão e 19 de condução coercitiva, os agentes da Polícia Federal chegaram à empresa Costa Global, ligada ao ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa. Outros alvos eram quatro doleiros: Nelma Kodama, Raul Srour, Alberto Youssef e Carlos Habib Chater.

A operação ficou com a 13ª Vara Federal Criminal do Paraná por causa dos crimes, lavagem de dinheiro, cometidos por Youssef em favor da empresa sediada em Londrina (PR), e pertencia ao ex-deputado federal José Janene (PP-SP), morto em 2010. Antes de ser preso pela Lava Jato em 2013, o doleiro esteve envolvido no esquema de corrupção que acontecera há dez anos atrás, o chamado Caso Banestado, banco estatal do Paraná. O reaparecimento de Youssef na mira dos investigadores ocorreu em função das descobertas dos investigadores ao iniciarem o monitoramento de conversas telefônicas do doleiro Carlos Habib Chater, dono de vários negócios em Brasília, entre eles um posto de gasolina localizado no centro da cidade, onde funcionava uma casa de câmbio, uma lavanderia e loja de conveniência.

Com as fases de investigação, a polícia descobriu a ligação do doleiro com o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa e o esquema montado na Petrobras. Foi revelado que diretores recebiam propina para fraudar licitações e superfaturar obras em benefício de cartel de empreiteiras, além encaminhar recursos ilícitos a agentes políticos e partidos.

As investigações mostraram que os desvios estavam ocorrendo em outras estatais, como Eletronuclear, Ministério do Planejamento e Caixa Econômica Federal, e em obras como a Ferrovia Norte-Sul, em Goiás, e a construção da Usina de Belo Monte, no Pará.

* Com informações do Ministério Público Federal

*texto ampliado às 12h04
Edição: Carolina Pimentel

Morta a tiros
Atos no Brasil e no mundo homenageiam vereadora e pedem punição

Bruno Bocchini e Jonas Valente – Repórteres Agência Brasil

A morte da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e do motorista Anderson Gomes na noite de ontem (14), no Rio de Janeiro, motivou atos em todo o Brasil e em capitais de outros países nesta quinta-feira (15). Segundo estimativa do PSOL, partido da parlamentar, foram organizadas mais de 20 manifestações no país. Foram realizados atos também em Buenos Aires, Montevidéu, Lisboa, Berlim, Londres, Amsterdã e Nova York.

Rio de Janeiro

No Rio, uma multidão está reunida no centro da cidade, na Cinelândia, onde prestam homenagem à vereadora e ao motorista e cobram que os responsáveis sejam punidos. Manifestantes acenderam velas na Câmara dos Vereadores e também penduraram faixas com dizeres como: "Marielle Gigante" e "Não nos calarão".

São Paulo

Milhares de pessoas ocuparam no início da noite de hoje (15) o vão-livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp). As seis faixas de rolamento em frente ao prédio do museu foram bloqueadas ao tráfego de carros. Discursos comovidos se alternaram a gritos de palavras de ordem como “Marielle, presente".

O ato na capital paulista também contou com a participação das percussionistas do instituto cultural Ilú Obá de Min, que tocaram tambores em homenagem a vereadora assassinada. Em seguida, a manifestação seguiu em passeata pelas ruas do centro da capital paulista.

 “Parece que estou em um filme de terror. A gente vem para o Masp tantas vezes para fazer grandes mobilizações, manifestações feministas, mas nunca [a vítima] é uma mulher tão próxima da gente. Uma vereadora é uma mulher que tem poder. E supostamente está protegida. Mas não. Ela pode ser o que for. Ela vai seguir sendo mulher e seguir sendo mulher negra. A fragilidade de todas nós é muito grande”, destacou a vereadora pelo PSOL em São Paulo, Sâmia Bomfim.

Para a presidente da União da Juventude Socialista (UJS) e ex-presidente da União Nacional do Estudantes (UNE), Carina Vitral, a perda de Marielle é irreparável. “Não é qualquer militante política que foi assassinada. Ela era uma militante do tema da segurança pública. Do tema das favelas. Do tema dos mais pobres. E ao meter o dedo na ferida, ela foi executada por esse sistema e isso precisa ser absolutamente investigado”, disse.

Brasília

Em Brasília, o ato começou às 17h e reuniu mais de 300 pessoas na Praça Zumbi dos Palmares, tradicional palco de manifestações no centro da cidade. Representantes de diversos movimentos sociais e partidos estiveram presentes para prestar homenagens, destacar a luta histórica de Marielle e cobrar apuração do crime.

Segundo Jacira Silva, diretora do Movimento Negro Unificado (MNU), a violência contra negros não é nova, mas a morte de Marielle e de Anderson significou o ápice de uma escalada que se amplifica no contexto da intervenção federal na segurança pública do Rio.

“Quando há casos assim, ou são absolvidos ou não cumprem suas penas. A impunidade que historicamente ocorre no país não pode continuar. Que os autores sejam responsabilizados”, defendeu a diretora.

Curitiba

Na capital paranaense, o ato teve início às 18h30 e tomou a Praça Santos Andrade, no centro. Segundo estimativa dos organizadores, aproximadamente 2.500 pessoas estiveram presentes. Os participantes se revezaram em mensagens de luto e enfatizaram a necessidade de lutar contra a violência contra a população negra e as mulheres.

“A gente sabe que não temos representação nas casas legislativas. A morte da Marielle foi machista e racista porque sabemos que ninguém quer mulheres e negros no poder. Que a vida dela e do Anderson não tenha sido em vão, quem ousou apontar o dedo na cara do poder”, afirmou Waleiska Fernandes, do coletivo Partida.

PSOL

A direção do PSOL avaliou a realização dos atos como uma reação importante ao crime e como um chamado para que não fique impune. A legenda vai continuar chamando novas mobilizações em parceria com outros movimentos sociais.

“Os atos do dia de hoje mostraram que o Brasil já não suporta mais conviver com a violência policial, a impunidade e os crimes políticos. Todos os anos centenas de lutadores sociais são executados de forma bárbara e agora também parlamentares. A gente não podia tolerar isso antes e não pode agora”, disse o presidente do partido, Juliano Medeiros.

Para Keka Bagno, do Diretório Nacional do PSOL, a morte de Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes está relacionada à disputa entre milícias e a intervenção federal e teria sido uma execução. A dirigente afirma que o partido quer a participação dos governos do Rio de Janeiro e federal para que haja respostas efetivas sobre o crime, que segundo ela, teve conotação política.

“Marielle mexeu nas estruturas. Este foi um recado para que as mulheres negras dêem passos atrás. Mas a gente vai se organizar mais, inclusive para disputar eleições e mostrar que este espaço é nosso por direito”, disse.

Em entrevista no Rio, o ministro extraordinário da Segurança Pública, Raul Jungmann, disse que vai acompanhar pessoalmente as investigações e que os responsáveis pelo crime “bárbaro” serão encontrados e punidos a qualquer custo.
Edição: Carolina Pimentel

Especialistas alertam para males da tecnologia na vida de jovens

Lise Lôbo, da Rádio Educadora FM de Salvador

No Dia Mundial do Sono, celebrado nesta sexta-feira (16), especialistas alertam para os problemas causados nas pessoas não dormem bem, por vários motivos.


A exposição ao mundo tecnológico, por exemplo, possibilita aos jovens informações e possibilidades mas, muitas vezes, tira uma rotina essencial para o bem-estar do corpo: o sono.


Muitas crianças e adolescentes ficam até tarde em celulares, tablets e computadores, uma mudança de hábito apontada pela psicopedagoga Cristiane Antonelo, da Escola Vitória Régia, em Salvador, como prejudicial e que afeta principalmente a concentração, o humor e a indisposição para o estudo.

Diz Meirelles
"Redução de tributos depende do corte de despesas"

A redução da carga tributária no Brasil depende do corte de despesas, disse hoje (14) o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. Ele visitou a sede do Twitter no Brasil, em São Paulo, onde gravou vídeos em respostas a perguntas de internautas.

“A maneira de diminuir a carga tributária no Brasil é cortar despesas. Estamos conseguindo isso com a imposição de um teto de aumento dos gastos públicos”, disse em um dos vídeos publicados em sua conta no Twitter. Acrescentou que a reforma da Previdência também é fundamental para “eliminação de privilégios” e para cortar gastos.

Para Meirelles, a redução da carga tributária, sem a redução de despesas, levaria a um aumento da dívida pública, com a consequência de causar alta nos juros e na inflação.

O ministro da Fazenda afirmou, também, que a reforma tributária será iniciada com as mudanças no Programa de Integração Social e na Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (PIS/Cofins), em elaboração pelo governo. Em seguida, disse, serão analisados impostos estaduais e federais.

Brasil precisa de equilíbrio na economia

Henrique Meirelles disse ainda que para o Brasil crescer, com a retirada de milhões de pessoas da pobreza, é preciso equilíbrio da economia e controle de despesas públicas e da inflação, além de abrir a economia para o exterior.

Ele citou que está “acelerando” o tratado de livre comércio com a União Europeia. “Isso vai facilitar as exportações brasileiras e a importação de produtos para serem usados pela indústria brasileira”, disse.

O ministro da Fazenda também citou que iniciou as conversações com o Reino Unido para fazer um tratado de comércio após a saída da União Europeia e a aproximação com os países integrantes da Parceria Transpacífico, assinada por nações banhadas pelo Oceano Pacífico.

Sobre os juros no Brasil, ele lembrou que os juros estão no menor patamar da história, ao se referir à taxa básica Selic, em 6,75% ao ano. “Isso começa a aparecer nos juros do crédito que vão continuar caindo daqui para frente”, disse.

Henrique Meirelles também respondeu perguntas relacionadas à possibilidade de ser candidato à Presidência da República. Segundo ele, a decisão sobre a candidatura será tomada até início de abril.

Ele respondeu até mesmo uma pergunta sobre o nome de sua cadela, que aparece em uma foto na sua conta no Instagram.

“Eu tenho cinco cachorros e gosto de todos. A mãe e quatro filhotes. A que apareceu no Instagram foi a filha mais velha – a Trica. É uma farra. Eu acho que cachorro é um movimento, uma presença afetiva que faz muito bem a todos. Eu aconselho”, finalizou.
Edição: Kleber Sampaio

Rio de Janeiro
Psol pede que STF suspenda decreto sobre intervenção federal

Samanta do Carmo

O Psol protocolou no Supremo Tribunal Federal nesta quarta-feira uma ação que questiona se o  decreto presidencial que determinou a intervenção federal no Rio de Janeiro respeita as regras da Constituição. O partido pede que o Supremo conceda liminar suspendendo os efeitos do decreto, como comenta o deputado Ivan Valente.

 A justificativa enviada ao Supremo pede que seja avaliado o possível desvio de finalidade do decreto, que teria sido feito visando as pretensões eleitorais de Michel Temer.

 O documento também compara o decreto com os Atos Institucionais Número 2 e número 5, editados pelo governo militar nos anos 1960, quando a autonomia federativa foi reduzida, sem mais justificativas. Para o Psol, o decreto de fevereiro deste ano não esclarece concretamente qual seria o grave comprometimento da ordem no Rio de Janeiro.

 No mesmo mês em que foi decretada a intervenção teve aprovação no Congresso. A medida chegou a ser questionada no STF por um advogado de São Bernardo do Campo, mas a ministra Rosa Weber negou seguimento ao mandado de segurança. O ministro Ricardo Lewandowisk será o relator da ação. Nossa reportagem aguarda manifestação do Palácio do Planalto sobre o caso.

Operação apreende 11 toneladas de carne imprópria para consumo em Goiânia


Alex Rodrigues – Repórter da Agência Brasil

Uma operação articulada pelo Ministério Público de Goiás, com a participação de vários órgãos estaduais, resultou na apreensão de quase 11 toneladas de carne considerada imprópria para o consumo humano.

Segundo o Ministério Público estadual, indícios de irregularidades como más condições de armazenamento, ausência ou adulteração do selo de inspeção pelos órgãos de vigilância sanitária e data de validade vencida foram encontrados em 99 dos 149 estabelecimentos comerciais de Goiânia fiscalizados entre os dias 5 e 9 de março.

Quatro açougues foram interditados, um deles dentro de um supermercado. Um empresário chegou a ser detido em flagrante, mas pagou R$ 2 mil de fiança, foi solto e responderá a processo administrativo em liberdade. As 10,8 toneladas de produtos apreendidos foram descartadas.

De imediato, foram aplicadas multas de cerca de R$ 14 mil. Outras sanções devem ser aplicadas após a conclusão de procedimentos administrativos instaurados para apurar as irregularidades e dar a chance aos empresários de se defenderem.

A ação faz parte da Operação Goiás Contra a Carne Clandestina, desenvolvida desde 2015 com o objetivo de coibir a venda de produtos impróprios ao consumo e orientar os consumidores quanto aos riscos de ingerir carne de procedência duvidosa, clandestina, ou comercializada por estabelecimentos que não cumpram as normas sanitárias.

Participaram da operação, além do Ministério Público de Goiás, técnicos da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa); Superintendência de Vigilância em Saúde (Suvisa); Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia; Polícia Militar; Guarda Civil Metropolitana e Procon.
Edição: Maria Claudia

Parte da cidade de São Paulo entrou em estado de atenção para alagamentos no final da tarde desta segunda feira (12)

Elaine Patricia Cruz – Repórter da Agência Brasil

Parte da cidade de São Paulo entrou em estado de atenção para alagamentos após a forte chuva que ocorreu na capital no final da tarde de hoje (12). Houve queda de granizo nas regiões da Casa Verde, Pinheiros e Lapa, quedas de árvores e pontos de alagamento em diversas áreas da capital.

Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGE), sete vias ficaram intransitáveis na cidade, sendo que três delas continuam ativas: na Rua Engenheiro Oscar Mariano, no Butantã; e na Rua Palestra e na Avenida Pompeia, na Lapa. Já o Corpo de Bombeiros informou sobre a queda de 30 árvores na capital, principalmente nas regiões norte e oeste.

O CGE informou ainda que as próximas horas devem seguir com o tempo instável, com probabilidade de pancadas de chuvas rápidas e isoladas.

Para os dois próximos dias, a previsão é de sol, calor e chuvas isoladas no final de tarde.
Edição: Davi Oliveira

Funcionários dos Corrreios entram em greve em todo o país

Contra mudanças no plano de saúde, trabalhadores dos Correios fazem ato no Rio

Léo Rodrigues - Repórter da Agência Brasil*
Centenas de trabalhadores dos Correios realizaram hoje (12) um ato em frente ao edifício-sede da estatal no Rio de Janeiro, localizado na Cidade Nova, na região central da capital. Eles estão em greve desde às 22h de ontem (11). A mobilização é nacional e o principal objetivo é evitar mudanças no plano de saúde dos funcionários. Hoje (12), o Tribunal Superior do Trabalho (TST) julga a questão, uma vez que não houve acordo entre os empregados e a direção da empresa.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios do Rio de Janeiro (Sintect-RJ), Ronaldo Martins, avalia que a paralisação alcança 80% de adesão no estado. Por sua vez, a direção dos Correios informou nesta tarde que 87,15% do efetivo total em todo o país continua trabalhando.

"Trata-se de um aumento abusivo. A mensalidade do nosso plano é acordo com a referência salarial. Vem sendo assim durante 30 anos. Mas o presidente da empresa quer impôr à categoria um valor por cada dependente. E o salário base de um trabalhador novo dos Correios hoje é R$1,6 mil. Se ele tiver três ou quatro filhos, vai ter que pagar no mínimo R$600 com plano de saúde, o que consumirá uma fatia desproporcional do seu salário", afirmou Ronaldo Martins.
Segundo ele, a continuidade da greve será discutida em assembleia amanhã (13) e a decisão do TST será relevante para os caminhos da mobilização. O sindicalista destaca ainda que a paralisação reivindica contratação de pessoal e melhorias nas condições de trabalho. Dados do Sintect-RJ apontam que, só no Rio de Janeiro, há um déficit de 3 mil funcionários e não há concursos desde 2011.

"Há um processo proposital de abandono e sucateamento, para preparar um terreno favorável à privatização", disse um trabalhador que se identificou apenas como carteiro Gaspar. Ele diz não acreditar que os Correios, tendo um volume de trabalho tão intenso, esteja operando no vermelho.

Gaspar conta que foi demitido em 1997 por participar de uma paralisação e, durante cinco anos, se envolveu em uma longa briga judicial, onde obteve duas liminares favoráveis e foi reintegrado. Em 2002, porém, ele foi desligado por uma decisão de primeira instância e só retornou no ano passado, beneficiado pelos efeitos da Lei Federal 11.282/2006, que anistiou todos funcionários punidos por participação em greves que ocorreram entre março de 1997 e março de 1998.

"Encontrei uma empresa muito diferente daquela de 15 anos atrás. Um déficit enorme de trabalhadores, não só pelos programas de demissão voluntária, mas também pela falta de reposição daqueles que se aposentaram. E nessa situação, ficamos muito sobrecarregados e somos o tempo todo cobrados por mais eficiência. Então, as pessoas adoecem fisicamente, psicologicamente ou mentalmente. Isso sem falar dos problemas físicos do ambiente de trabalho. Há menos de um mês, houve uma paralisação em uma unidade de Jacarepaguá pelas péssimas condições", contou.

Em nota, os Correios informaram que a estatal enfrenta uma grave crise financeira e os custos do plano de saúde dos trabalhadores representam 10% do faturamento total. "Mesmo reconhecendo que a greve é um direito do trabalhador, a empresa entende o movimento atual como injustificado e ilegal, pois não houve descumprimento de qualquer cláusula do acordo coletivo de trabalho da categoria". Ainda segundo os Correios, as representações dos trabalhadores divulgaram uma extensa pauta de reivindicações que nada têm a ver com a mudança na forma de custeio do plano de saúde, o verdadeiro motivo da paralisação.

"O assunto foi discutido exaustivamente com as representações dos trabalhadores desde outubro de 2016, tanto no âmbito administrativo quanto em mediação pelo TST, que apresentou proposta aceita pelos Correios mas recusada pelas representações dos trabalhadores. Após diversas tentativas de acordo sem sucesso, a empresa se viu obrigada a ingressar com pedido de julgamento no TST", acrescentou a estatal.

* Colaborou Raquel Júnia, Repórter da Rádio Nacional do Rio de Janeiro

Prefeitura de São Paulo retoma operação que usa PMs nos dias de folga

Flávia Albuquerque - Repórter da Agência Brasil

A prefeitura de São Paulo anunciou hoje (12) a retomada da Operação Delegada, que consiste em um convênio entre a administração municipal e a Polícia Militar por meio do qual os policiais em horário de folga atuam de farda e com equipamentos da corporação para a prefeitura, que é a responsável pelo pagamento do serviço. Com a assinatura do novo convênio, a operação passa a se chamar Programa de Fiscalização de Posturas Municipais.

Neste retorno, a operação passa a contar com 1.200 vagas por dia para os interessados em participar, além do reajuste do valor pago por hora para R$ 28 para os oficiais e R$ 24 para os praças. As vagas para os guardas-civis que participam da Diária Especial por Atividade Complementar (Deac) aumentam de 450 para 950. A remuneração passa de R$ 22,65 para R$ 25,50 até subinspetores e R$ 28 para inspetores da Guarda Civil Metropolitana (GCM). As vagas serão disponibilizadas e gerenciadas pelo Comando de Policiamento de Área e a inscrição é voluntária.

A partir de agora, o programa deixará de ser restrito ao comércio irregular, como era no passado, e o policial poderá atuar no combate à pichação, descarte irregular de lixo, fiscalização de pessoas que urinam em local público, além da proteção ao agente público vistor (que atua na fiscalização das normas municipais). Com o aumento de vagas, o programa, que antes era aplicado em locais críticos, poderá ser retomada em locais estratégicos não atingidos em anos anteriores.

O prefeito João Doria prometeu que a iniciativa vai melhorar o plano de segurança do município. “Esse planejamento está sendo feito desde janeiro deste ano, com ações de inteligência, prevenção e comunicação com as informações compartilhadas entre as polícias”, afirmou. De acordo com ele, a ação vai permitir aumentar a presença em áreas da cidade com comércio intenso e risco de assalto aos frequentadores. “Além do combate ao crime e ação preventiva vamos agir no combate ao comércio irregular, que é extremamente nocivo para a cidade”, disse o prefeito.

O projeto prevê que as vagas que não forem preenchidas em um dia poderão ser acumuladas para serem utilizadas em outros dias, como em datas comemorativas e grandes eventos. Os policiais que participarem passarão a utilizar um colete com a inscrição Operação Delegada. Eles deverão cumprir as escalas definidas pela Polícia Militar com teto de, no máximo, 80 horas trabalhadas, para garantir o descanso.
Edição: Davi Oliveira

São Paulo
Skinhead condenado por obrigar jovens a pular de trem é preso

São Paulo

Elaine Patricia Cruz – Repórter da Agência Brasil
Um homem foragido, que havia sido condenado no chamado “caso dos skinheads”, foi preso na noite de ontem (11), por volta das 21h20, pela Polícia Militar, em São Paulo. Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública e da Polícia Militar, Vinicius Parizatto, foi preso após uma abordagem de rotina na Rodovia Ayrton Senna, na altura do quilômetro 28, próximo à Avenida Jacu Pêssego.
Parizatto foi abordado pelos policiais, identificado como foragido, conduzido para a delegacia e se encontra preso na carceragem do 1º Distrito Policial de Guarulhos, na Grande São Paulo, à disposição da Justiça.

Parizatto estava foragido desde dezembro do ano passado, após ser condenado por ter obrigado dois jovens, que usavam camisetas de bandas punk e cabelos em estilo moicano, a pular de um trem em movimento próximo à Estação Brás Cubas da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), em Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo.

Um dos jovens morreu e o outro teve o braço amputado. O crime ocorreu em dezembro de 2003 e foi registrado por câmeras de segurança da CPTM. Além dele, outras duas pessoas, também skinheads, foram condenadas pelo crime.
Edição: Davi Oliveira

Temer e Cármen Lúcia discutem segurança pública e intervenção no Rio

Paulo Victor Chagas – Repórter da Agência Brasil

O presidente Michel Temer fez uma visita neste sábado (10) à presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia. Durante o encontro, eles conversaram sobre segurança pública e a intervenção federal decretada no estado do Rio de Janeiro há algumas semanas.

O encontro ocorreu no início da tarde de hoje na residência da presidente do STF e não constava na agenda oficial do presidente. Ao sair da casa de Cármen Lúcia, Temer disse que ela se comprometeu em colaborar nos assuntos de segurança, tanto no Rio como em outros estados. A situação dos presídios brasileiros também foi discutida entre os dois, segundo a assessoria de imprensa do Palácio do Planalto.

Após a reunião, o presidente recebeu no Palácio do Jaburu os ministros da Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco, e da Fazenda, Henrique Meirelles. A pauta do encontro, no entanto, ainda não foi divulgada.
Edição: Kleber Sampaio

Notícias falsas circulam 70% mais do que as verdadeiras na internet

Jonas Valente - Repórter da Agência Brasil

Notícias consideradas falsas se espalham mais facilmente na internet do que textos verdadeiros. A conclusão foi de um estudo realizado pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT, na sigla em inglês), instituição de ensino reconhecida mundialmente pela qualidade de cursos de ciências exatas e de áreas vinculadas à tecnologia.

Os pesquisadores Soroush Vosoughi, Deb Roy e Sinan Aral analisaram 126 mil mensagens (não apenas notícias jornalísticas) divulgadas na rede social Twitter entre 2006 e 2017. No total, 3 milhões de pessoas publicaram ou compartilharam essas histórias 4,5 milhões de vezes. O caráter verdadeiro ou falso dos conteúdos foi definido a partir de análises realizadas por seis instituições profissionais de checagem de fatos.

Os autores estimaram que uma mensagem falsa tem 70% mais chances de ser retransmitida (retuitada, no jargão da rede social) do que uma verdadeira. As principais mensagens falsas analisadas chegaram a ser disseminadas com profundidade oito vezes maior do que as verdadeiras. O conceito de profundidade foi usado pelos autores para medir a difusão por meio dos retuítes (quando um usuário compartilha aquela publicação em sua rede).

O alcance também é maior. Enquanto os conteúdos verdadeiros em geral chegam a 1.000 pessoas, as principais mensagens falsas são lidas por até 100.000 pessoas. Esse aspecto faz com que a própria dinâmica de “viralização” seja mais potente, uma vez que a difusão é “pessoa a pessoa”, e não por meio de menos fontes com mais seguidores (como matérias verdadeiras de contas de grandes veículos na Internet).

Motivos

Os pesquisadores investigaram o perfil dos usuários para saber se estaria aí o motivo do problema. Mas, para sua própria surpresa, descobriram que os promotores desses conteúdos não são aqueles com maior número de seguidores ou mais ativos. Ao contrário, em geral são pessoas com menos seguidores, que seguem menos pessoas, com pouca frequência no uso e com menos tempo na rede social.

Uma explicação apresentada no estudo seria a novidade das mensagens. As publicações falsas mais compartilhadas eram mais recentes do que as verdadeiras. Outra motivação destacada pelos autores foi a reação emocional provocada pelas mensagens. Analisando uma amostra de tuítes, perceberam que elas geravam mais sentimentos de surpresa e desgosto, enquanto os conteúdos verdadeiros inspiravam tristeza e confiança.


Política no centro

A pesquisa também examinou a disseminação por assunto. As mensagens sobre política circulam mais e mais rapidamente que as de outras temáticas. Esses tipos de conteúdos obtiveram um alto alcance (mais de 20 mil pessoas) três vezes mais rápido que as publicações de outros assuntos. Também ganharam visibilidade os tuítes sobre as chamadas “lendas urbanas” e sobre ciência.

“Conteúdos falsos circularam significantemente mais rapidamente, mais longe e mais profundamente do que os verdadeiros em todas as categorias de informação. E esses efeitos foram mais presentes nas notícias falsas sobre política do que naquelas sobre terrorismo, desastres naturais, lendas urbanas e finanças”, constaram os autores.

Robôs

Os autores também examinaram a participação de robôs (bots, no jargão utilizado por especialistas) na disseminação dessas notícias. Diferentemente de teses apresentadas em outros estudos, os robôs avaliados compartilharam mensagens falsas e verdadeiras com a mesma intensidade. “Notícias falsas se espalham mais do que as corretas porque humanos, e não robôs, são mais suscetíveis a divulgá-las”, sugere o artigo.

 
Edição: Fernando Fraga

Justiça Federal no DF manda soltar empresário Joesley Batista

O juiz Marcos Vinicius Reis Bastos, da 12ª Vara Federal de Brasília, mandou soltar os executivos Joesley Batista e Ricardo Saud, da holding J&F - dona do grupo JBS, que se encontram presos preventivamente desde setembro do ano passado.

Joesley Batista está preso na Superintendência da Polícia Federal em São Paulo e Ricardo Saud, na Penitenciária da Papuda, em Brasília. 

Na decisão, o magistrado escreveu que a prisão dos dois executivos perdura por mais de seis meses, “prazo muito superior aos 120 dias previstos para a conclusão de toda a instrução criminal e flagrantemente aviltante ao princípio da razoável duração do processo”.

Os executivos estavam presos preventivamente após terem sido acusados pela Procuradoria-Geral da República (PGR) de obstrução de Justiça, por supostamente terem ocultado informações em seus acordos de delação premiada.

A PGR pediu a rescisão dos acordos ao Supremo Tribunal Federal (STF), mas o juiz Reis Bastos ressaltou que as delações ainda não tiveram a respectiva revogação homologada, motivo pelo qual os executivos ainda gozam de imunidade penal, também não podendo, dessa maneira, permanecer presos em decorrência das investigações ligadas ao inquérito de organização criminosa do qual são alvo na Justiça Federal no Distrito Federal (JFDF).

Mesmo soltos, os dois devem usar tornozeleira eletrônica, por força de uma medida cautelar vigente em outra investigação sobre manipulação de mercado financeiro.

Reis Bastos determinou que os dois executivos entreguem seus passaportes. Com a decisão, não restam outros decretos de prisão contra Joesley e Saud, e ambos devem ser soltos. Segundo informações da JFDF, o alvará de soltura deles deve ser expedido ainda nesta sexta-feira, por meio de malote digital, podendo assim ter cumprimento imediato.

Joesley e Saud são alvo do inquérito que investiga a formação de quadrilha no PMDB. Em outubro do ano passado, o ministro Edson Fachin, do STF, mandou descer as investigações relativas aos executivos para o juiz Sérgio Moro, da primeira instância da Justiça Federal em Curitiba, uma vez que eles não têm prerrogativa de foro. Em dezembro, entretanto, o plenário da Corte decidiu que o inquérito deveria ter prosseguimento no Distrito Federal.

Edição: Valéria Aguiar


Ministério Público do Rio denuncia Pezão por improbidade administrativa

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) ajuizou ontem (8) uma ação civil pública contra o governador Luiz Fernando Pezão, por ato de improbidade administrativa, com pedido de afastamento do cargo. Pezão foi acusado de não ter aplicado 12% na área da saúde, em 2016, percentual mínimo previsto na Constituição Federal. 

Segundo a coordenadora do Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção (GAECC), do MPRJ, Patrícia Villela, há uma divergência na metodologia aplicada pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) e pelo MPRJ. Ambas as contas apontam a aplicação abaixo do mínimo exigido.

O TCE mostrou que em 2016 apenas 10,42% do orçamento do Estado foram gastos com saúde, o que corresponde a uma diferença de R$ 574 milhões a menos do que o percentual mínimo. Para o MPE, também deve ser contabilizado nessa diferença um total de R$ 1,907 bilhão em valores empenhados e liquidados, mas que não estavam cobertos pelo fundo de saúde e não teriam sido efetivamente pagos, o que foi comprovado com notificações feitas por fornecedores da Secretaria de Estado de Saúde.

“O TCE computou nesse percentual algumas despesas que o estado do Rio de Janeiro teria empenhado e liquidado - que é certificar que aquele serviço foi prestado -. Mas não havia disponibilidade de caixa para o pagamento de tudo o que foi liquidado. Essa é a diferença. O MPE não computa no percentual da verba aplicada a diferença daquele valor que foi liquidado mas não tinha disponibilidade de caixa no Fundo Estadual de Saúde”, explicou Patrícia.

A assessoria de Pezão informou, por nota, que a Procuradoria-Geral do Estado (PGE) recorreu da ação no Supremo Tribunal Federal. No ano passado, o MPRJ já havia entrado com uma ação por improbidade administrativa contra o governador, com base em uma representação feita pelo Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro. A denúncia do órgão de classe aponta falhas nos investimentos na área da saúde por parte do governo fluminense em 2015.

Na nota, o governo afirma que o descumprimento do índice em 2016 “foi plenamente justificado pelos arrestos e bloqueios de mais de R$ 8 bilhões nas contas do Estado naquele ano” e que essa justificativa foi submetida e aprovada pela Assembleia Legislativa do Estado, “a quem cabe apreciar as contas do Estado”.

O procurador-geral de Justiça, Eduardo Gussem, explicou que a denúncia contra um governador é atribuição originária do cargo de procurador-geral. Segundo ele, mesmo que a denúncia não seja julgada até o fim do mandato de Pezão, que termina em 31 de dezembro, a ação é importante para que se tenha um entendimento de tribunais superiores sobre casos parecidos.

“Essa questão não se restringe ao Rio de Janeiro, então reforço a questão que a judicialização de um caso como esse é importante para o Brasil inteiro. A modulação pelos tribunais superiores vai dar uma diretriz mais segura, inclusive para os próprios gestores. Não há a menor possibilidade que a ação chegue ao seu fim ainda em 2018, mas ela é muito importante para balizar a matéria em âmbito nacional. Questões como essa são extremamente controvertidas e uma análise de tribunais superiores sobre a matéria é muito importante”.

A ação pede a ressarcimento integral do dano e a perda da função pública, com suspensão dos direitos políticos por até 8 anos, além do pagamento de danos morais coletivos de R$ 5,7 milhões.

Edição: Valéria Aguiar

Padrão do Mercosul
Novo modelo de placas de veículos começa a valer em 1º de setembro


A partir de 1º de setembro, as placas de veículos brasileiros começarão a ser substituídas por um novo modelo que segue o padrão estabelecido pelo Mercosul. Aprovada pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), a mudança deverá ser feita até 31 de dezembro de 2023, quando toda a frota de veículos nacionais deverá estar rodando com a nova identificação. O valor a ser cobrado pelas placas ainda não está definido.

Segundo resolução nº 729, publicada no Diário Oficial da União de hoje (8), a medida se aplica também aos reboques, semirreboques, motocicletas, triciclos, motonetas, ciclo elétricos, quadriciclos, ciclomotores, tratores e guindastes, que serão identificados por uma única placa, instalada na parte traseira.

Revestidas com película retrorrefletiva, as novas placas terão fundo branco com margem superior azul e as imagens da bandeira brasileira e o símbolo do Mercosul, mantendo os atuais sete caracteres alfanuméricos. Na parte frontal, a película protetora deverá conter as palavras Mercorsur Brasil Mercosul estampadas. Além disso, deverão possuir código de barras bidimensionais dinâmicos (Quick Response Code - QRCode) contendo números de série e acesso às informações do banco de dados de seu fabricante.

Os fabricantes de placas serão credenciados pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e serão responsáveis pela produção, logística, gerenciamento informatizado, distribuição e estampagem das placas veiculares. O credenciamento dos fabricantes terá validade de quatro anos, podendo ser revogado a qualquer tempo, se não mantidos, no todo ou em parte, os requisitos exigidos para o credenciamento.
Edição: Denise Griesinger

Economia
Anatel mantém R$ 370 milhões em multas contra Telefônica


O Conselho Diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) rejeitou recursos da operadora Telefônica e manteve a aplicação de multas no valor de R$ 370 milhões. No julgamento realizado hoje (8), o conselho analisou recursos apresentados pela companhia contra decisões da área técnica da agência reguladora relativos à duas dezenas de processos.

A empresa foi multada por descumprimento de regras na prestação de serviços.

Segundo o presidente da Anatel, Juarez Quadros, “as multas são razoáveis e oportunas dado que a telefonia fixa é um serviço de fundamental importância, ainda mais em 2007 (ano em que as infrações foram cometidas)”. As multas iriam prescrever em abril deste ano.

Além dos R$ 370 milhões, outros R$ 30 milhões em multas semelhantes contra a Telefônica devem ser pautados nas próximas reuniões do Conselho Diretor da Anatel. Com isso, as multas podem chegar a R$ 400 milhões. Somados os juros e correção monetária, as infrações podem atingir cerca de R$ 700 milhões em valores atuais.

São multas pelo não desligamento do telefone do assinante quando solicitado ou o não desbloqueio do telefone do usuário inadimplente dentro do prazo regulamentado, além de demora no conserto de orelhões.
Edição: Carolina Pimentel

Trump aceita se reunir com Kim Jong-un em maio


O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, aceitou nesta quinta-feira (8) comparecer à reunião que lhe foi proposta pelo líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, e disse que esse encontro deverá ocorrer em maio, disseram emissários sul-coreanos em Washington. A informação é da EFE.

O anúncio foi feito pelo chefe do Escritório de Segurança Nacional da Coreia do Sul, Chung Eui-yong, que hoje entregou a Trump, na Casa Branca, uma carta que lhe tinha sido dada na segunda-feira por Kim Jong-un durante uma reunião em Pyongyang.

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un propôs uma reunião ao presidente dos EUA e lhe ofereceu suspender o programa nuclear e de mísseis de seu país para iniciar uma negociação.

Internacional
Governo e empresários brasileiros criticam EUA por sobretaxas ao aço e alumínio


O governo brasileiro afirmou nesta quinta-feira (8), que a confirmação da sobretaxa de exportação do aço (25%) e do alumínio (10%) de outros países para os Estados Unidos, anunciada pelo presidente norte-americano Donald Trump, vai causar "graves prejuízos" ao Brasil e terá impactos "nas relações comerciais e de investimentos entre os dois países".

Em nota conjunta assinada pelos ministros Marcos Jorge (Indústria e Comércio) e Aloysio Nunes (Relações Exteriores), o governo brasileiro disse que "buscou, em sucessivas gestões, evitar a aplicação das medidas às exportações brasileiras, esclarecendo ao governo americano que os produtos do Brasil não causam ameaça aos interesses comerciais ou de segurança dos EUA".

Grande perda

Ao todo, 32% do aço exportado pela indústria nacional têm como destino o mercado americano, fazendo do Brasil o segundo maior exportador do produto para os Estados Unidos, ficando atrás apenas do Canadá. Apenas em 2017, 4,7 milhões de toneladas do aço brasileiro foram embarcadas, para os EUA, representando um faturamento de US$ 2,6 bilhões. A perda para o Brasil seria enorme.

Segundo a Casa Branca, todos os países que exportam aço e alumínio para os EUA serão afetados pela nova tarifa, com exceção de México e Canadá, que foram excluídos da medida por conta de sua participação no Acordo de Livre Comércio da América do Norte (Nafta).

Entre as alegações usadas por Trump, segundo a Casa Branca, estão a necessidade de recuperar a indústria siderúrgica do país, que perdeu mais de 54 mil postos de trabalho desde o início dos anos 2000, e garantir ao país autossuficiência em aço e alumínio, que são matérias-primas essenciais para o setor de defesa, como a produção de veículos e aeronaves de combate militar.

"As medidas restritivas às importações de aço e alumínio são incompatíveis com as obrigações dos EUA ao amparo da Organização Mundial de Comércio e não se justificam, tampouco, pelas exceções de segurança do GATT 1994", disseram os ministros Aloysio Nunes e Marcos Jorge, em nota. O governo disse que manterá a "preferência pela via do diálogo e parceria", mas promete ações, em âmbito bilateral e multilateral, para preservar os direitos e interesses nacionais.

Empresas

O Instituto Aço Brasil, que representa a indústrias siderúrgicas que atuam no país, também publicou nota rechaçando a decisão dos EUA de sobretaxar o aço."É entendimento do Instituto que o bloqueio das exportações brasileiras para o mercado americano - em sua quase totalidade composta de produtos semi-acabados, que são reprocessados pelas siderúrgicas americanas -, ocasionará dano significativo não só para as nossas empresas, mas também para as americanas, que não tem autossuficiência no seu abastecimento", alertou a entidade.

O Instituto Aço Brasil afirma que estuda, em conjunto com o governo brasileiro, a entrada imediata de recurso contra o governo dos EUA para tentar reverter a medida.

A sobretaxa do aço deve ter efeito colateral contra empresas norte-americanas, pois vai afetar a importação pelo  Brasil de carvão siderúrgico dos Estados Unidos (cerca de US$ 1 bilhão, em 2017), que é usado principalmente na produção brasileira de aço, que depois é exportado para os EUA .

O Insituto Aço Brasil ainda manifestou preocupação com o agravamento mundial do problema do excedente de capacidade instalada de produção de aço, que atualmente está em torno de 750 milhões de toneladas. O principal temor é que, com a perda de mercado nos EUA, siderúrgicas de outros países inundem o mercado brasileiro com produtos abaixo do preço de mercado, prejudicando a produção nacional e afetando os empregos no setor

Segundo a nota dos ministros Marcos Jorge e Aloysio Nunes, as medidas americanas "minarão os esforços em curso no Foro Global do Aço, do qual os EUA fazem parte, com vistas a uma solução para a questão do excesso de capacidade na área siderúrgica, verdadeira raiz dos problemas enfrentados pelo setor".

CNI

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) também lamentou a elevação das tarifas para os dois produtos. Em nota, a entidade classificou a decisão de injustificada e ilegal. De acordo com a CNI, o Brasil venderá US$ 3 bilhões a menos de aço e US$ 144 milhões a menos de alumínio para os Estados Unidos, o que equivale a uma massa salarial de quase R$ 350 milhões e impostos da ordem de R$ 200 milhões.
Edição: Augusto Queiroz

Meirelles: Brasil vai estudar possível negociação com EUA sobre taxação do aço


O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse hoje (8) que o Brasil vai analisar uma possível negociação com os Estados Unidos com relação ao aumento da tarifa sobre o aço importado, medida assinada nesta quinta-feira pelo presidente Donald Trump.

“O governo assinou isso, vai valer daqui a 15 dias, mas eles estão dizendo que estão abertos a negociações. É preciso saber que negociação é essa, o que eles estão querendo negociar. Isso tudo será analisado do ponto de vista do que o Brasil tem a ganhar ou perder”, disse Meirelles, em Nova York, onde participa de um evento para promover investimentos estrangeiros no Brasil.

Para o ministro, a medida do governo americano é negativa para todos os envolvidos. “Beneficia a produção de aço e preserva os empregos de um grupo de trabalhadores das empresas que produzem aço. Mas prejudica, custa emprego para empresas industriais que usam aço ou alumínio e que diminuem a sua competitividade internacional por terem um insumo mais caro”.

Esportes
Confira a agenda da Seleção Brasileira no mês de março


A CBF divulgou o calendário de compromissos da Seleção Brasileira no mês de março. Tite e o auxiliar Sylvinho observaram na Europa jogadores que podem ser convocados.

Na segunda-feira, dia 12 de março, o técnico divulga a lista de convocados para os amistosos contra a Rússia e a Alemanha. Para finalizar, a concentração dos atletas para os dois compromissos fora do Brasil está marcada para o dia 18 de março, em Moscou.


Rádio Fantasma causa mistério na Rússia



Todos gostam de um pouco de mistério mas, em alguns casos, eles realmente podem ser perturbadores. O caso "recente" que tem ganhado repercussão na internet, na verdade, é mais antigo do que você pode imaginar. A famosa estação de rádio "fantasma", conhecida como MDZhB ou UVB-76, inicialmente, transmiti sinais a 4625 kHz e pode ser captada por rádios de ondas curtas, quando colocado nessa frequência.

Acontece que, já a algum tempo, ela tem ganhado um número ainda maior de fãs, na tentativa de descobrirem o mistério por trás de suas transmissões. Elas são feitas próximas a um pantanal russo, nas redondezas de São Petersburgo, e aqueles que se aventuram a rondar o local já encontraram algumas torres de rádio e edifícios abandonados, tudo isso disposto atrás de uma cerca de ferro. Se isso já não fosse macabro o suficiente, as transmissões feitas pelo canal de forma "sobrenatural" acontecem desde 1973. E todo o mistério que o envolve dariam um filme de se arrepiar.
Transmissões estranhas

As transmissões que são feitas por lá, desde 1973, contam com ruídos estranhos e alguns pronunciamentos russos duvidosos. Em sua maioria, eles costumam tratar de algumas sequências numéricas estranhas e, em certos momentos, palavras ainda mais suspeitas. Uma das mensagens mais famosas emitidas pelo canal aconteceu no dia 24 de janeiro de 2013 e os ouvintes afirmam ter ouvido uma voz dizer "Comando 135 iniciado".

Além da mensagem recente que fez com que ela ficasse ainda mais conhecida, sitada acima, uma outra popular aconteceu poucas horas antes do Natal de 1997 e fez com que ela ganhasse a atenção das pessoas. A mensagem transmitida era seguida por números e nomes que ninguém, até os dias de hoje, conseguiu descobrir o significado. Ela dizia: "Ya UVB-76, Ya UVB-76. 180 08 BROMAL 74 27 99 14. Boris, Roman, Olga, Mikhail, Anna, Larissa. 7 4 2 7 9 9 1 4", e provocou as pessoas, fazendo com que elas buscassem uma resposta plausível para a mensagem.
Teorias a respeito da rádio

A mensagem intrigante captada pelos ouvintes, em 2013, causou ainda mais interesse nos internautas e fez com que algumas teorias da conspiração surgissem. De acordo com aqueles que se dispõe a procurarem algum sentido nas transmissões, essa rádio poderia ser um meio de comunicação secreta entre o militares. E que, provavelmente, teriam acionado algum comando importante naquele ano.

Outra justificativa para isso, vinda daqueles mais descrentes e "anti-conspirações", afirmam que os ruídos e mensagens ocasionais sejam gerados por uma interferência de sinal e não tenham origem própria. Dessa forma, para contrariar os teóricos, elas não teriam nenhum significado real. Para sustentar esse pensamento, eles afirmam que o fato do zumbido ser produzido desde 1973 e ainda estar "funcionando" seja a prova de que ela não tem nenhum significado obscuro e conspiratório por trás. Mas, apesar disso, esse ponto pode indicar exatamente o contrário para aqueles que acreditam nas mensagens escondidas pelas transmissões.
Considerações

O fato de permanecer ativa durante todos esses anos e, vez ou outra, acabar emitindo mensagens estranhas com sequencias de números e outras palavras em russo faz com que as pessoas fiquem cada vez mais intrigadas com elas. Além disso, a partir de 2010, as transmissões que excedem os ruídos parecem ter se tornado cada vez mais frequentes. Um comando estranho parece ter sido ativado a partir da transmissão e isso é ainda mais perturbador.

Outro ponto perturbador é que, depois que as mensagens se intensificaram, o sinal parece ter mudado de lugar. Isso fez com que o seu nome mudasse de UVB-76 para MDZhB e que as pessoas buscassem por sua nova origem. Contudo, a maioria acredita que seja mais interessante buscar pelo sentido de suas mensagens do que o local de onde elas são emitidas. A dúvida sobre o significado sobre isso deixa tudo ainda mais intrigante. Você acredita que exista um motivo real por trás das mensagens ou, assim como alguns, que tudo não passa de uma interferência?
Imagens SteamWulf DailyMail Claudio Albert Rastreador27
Rádio Sorocaba FM
www.radiosorocaba.com



Quatro mandados da 3ª fase da Operação Carne Fraca são cumpridos na região de Sorocaba

Quatro pessoas foram presas na região de Sorocaba (SP) durante a 3ª fase da Operação Carne Fraca, deflagrada na manhã desta segunda-feira (5).

Esta nova fase, batizada de Operação Trapaça, cumpre um total de 91 ordens judiciais em São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Goiás. Além dos mandados de prisão, há 27 mandados de condução coercitiva e 53 de busca e apreensão.

Destas ordens judiciais cumpridas no Estado, quatro foram na região. Em Porto Feliz (SP), foram cumpridos dois mandados: um de busca e apreensão e um de prisão temporária. Os outros dois, de busca e apreensão e condução coercitiva, foram em Sorocaba (SP).

Segundo a Polícia Federal, os alvos da operação são quatro unidades da BRF: em Carambeí (PR) e Rio Verde (GO), que produzem frango; em Mineiros (GO), que produz peru; e em Chapecó (SC), que produz ração.

Segundo a PF e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), essas fábricas fraudavam laudos relacionados à presença de salmonela em alimentos para exportação a 12 países que exigem requisitos sanitários específicos de controle da bactéria do tipo salmonela spp.

Um representante do Ministério da Agricultura afirmou, durante entrevista sobre a operação, que a produção para consumo interno não foi afetada e que não há risco para a saúde pública, mas que novas medidas poderão ser tomadas após a conclusão da ação.

Em nota, a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), entidade que representa os produtores de frango e de suínos, afirmou que "não há riscos" para os consumidores.
Fonte: Globo.com

PCC usava igreja evangélica para lavar dinheiro em SP, diz PF; pastor é preso


A PF (Polícia Federal) prendeu na manhã desta quarta-feira (21) dez pessoas suspeitas de colaborar com o tráfico de drogas administrado pela facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) na cidade de Itaquaquecetuba (Grande São Paulo). Até a manhã de hoje, outras duas pessoas com mandado de prisão expedido ainda eram procuradas pela mesma operação.
Entre os suspeitos, estão um traficante do PCC e seu irmão, além de um pastor de uma igreja evangélica, um corretor imobiliário e donos de açougues e de concessionárias de carros.
Eles facilitariam o comércio de drogas no município e faziam lavagem de dinheiro, segundo a investigação da PF.

De acordo com Fabrízio Galli, chefe da delegacia de repressão a entorpecentes da PF, os dois irmãos eram os principais alvos da investigação porque eram os responsáveis pelo tráfico na cidade.

"O dinheiro do tráfico era juntado ao dízimo na igreja que foi construída só para essa função. Donos de empresas de automóveis cediam carros para transportes de drogas. Os açougues faziam lavagem também. E a imobiliária alugava imóveis para a facção", disse.

Ao todo, foram cumpridos 19 mandados de apreensão em imóveis de Itaquaquecetuba. A PF não identificou os locais exatos nem a identidade dos suspeitos.

"Desempenhavam atividades que pareciam comum, mas que tinham como principal objetivo ilicitudes", resumiu Galli.

Os detidos serão indiciados por tráfico de drogas e associação ao tráfico de drogas. Alguns também serão indiciados por posse ilegal de arma de fogo. Juntos, os crimes podem totalizar 31 anos de prisão, além de multa.

A investigação teve início a partir de uma apreensão de armas e drogas feita no Ipiranga, zona sul da capital, em 26 de abril de 2016, efetuada por homens da PF.

Na ocasião, dois homens foram presos acusados de tráfico de drogas. Com eles, foram apreendidos 890 quilos de cocaína, 11 fuzis, duas pistolas, grande quantidade de munição e três bloqueadores de telefone celular. Essa apreensão poderia ser levada à Itaquaquecetuba.

Até o fim daquele ano, foram levantadas informações junto aos homens presos. Em janeiro de 2017, a PF iniciou uma operação para tentar desvendar para onde aquelas drogas e armas seriam levadas.

Após um ano e um mês, a Justiça de Mogi das Cruzes decretou a prisão temporária, de 30 dias, dos 12 suspeitos alvos da operação de hoje.

Ainda de acordo com a PF, as armas chegaram por meio da fronteira com a Bolívia, em 2016.

Promotores que investigam o PCC afirmam que Rogério Geremias de Simone, o Gegê do Mangue, 41, e Fabiano Alves de Souza, o Paca, 38, apontados como os números 1 e 2 da facção em liberdade e encontrados mortos no Ceará na última quinta-feira (15) eram os responsáveis à época pelo tráfico de drogas e de armas naquele país.

A PF informou que, apesar de ser uma investigação local, não contou com apoio da Polícia Civil e MP (Ministério Público) porque não houve a necessidade.

Segundo Rodrigo de Campos Costa, delegado regional de investigação e combate ao crime organizado da PF, "a relação com a Polícia Civil é ótima, mas, como a primeira apreensão foi feita pela PF após denúncia, continuamos [a investigação] por aqui", disse.
Fonte: Uol Notícias
www.radiosorocaba.com.br

Carreta com 27 toneladas de carne tomba, e carga é saqueada por 2 mil pessoas, diz PRE


Uma carreta carregada com 27 toneladas de carne bovina tombou na PR-092 em Wenceslau Braz, nos Campos Gerais do Paraná, na manhã deste domingo (18).

De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), toda a carga foi saqueada por cerca de duas mil pessoas.


www.radiosorocaba.com.br

Votorantim investiga dois casos suspeitos de febre amarela


A Prefeitura de Votorantim (SP) investiga dois casos suspeitos de febre amarela na cidade. O município ainda não tem nenhum caso confirmado da doença em humanos.
Um dos casos é o de uma criança de um ano que mora do bairro Altos de Votorantim. O segundo caso investigado é o de um homem que morreu, no último sábado (10), aos 87 anos. Ele morava no Jardim Tatiana.
De acordo com a prefeitura, o atendimento aos dois pacientes foi feito em Sorocaba. A criança de um ano, que já teve alta, deu entrada no final de janeiro em um hospital particular, onde foram coletados os exames para a análise.
Nesta sexta-feira (16), agentes do Centro de Controle de Zoonoses fizeram ações de nebulização e bloqueio no entorno da residência do morador do Jardim Tatiana, além de visitas casa a casa para remover e tratar criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika, chikungunya e febre amarela.

Campanha de vacinação

Segundo a Secretaria de Saúde de Votorantim, 32 mil doses da vacina já foram aplicadas na cidade. O município iniciou as ações de imunização desde que foi constatada a morte por febre amarela silvestre de um dos macacos encontrados mortos no Parque do Matão.
Seguindo os protocolos da Secretaria de Estado da Saúde e do Ministério da Saúde, as ações começaram no entorno do parque, com vacinação casa a casa, em postos fixos e nas escolas. Desde quinta-feira (15) todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) da cidade aplicam a vacina.
Fonte: G1 Sorocaba

www.radiosorocaba.com

Polícia investiga professor afastado por suspeita de abuso sexual em Sorocaba


A Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) investiga um professor por suspeita de abuso sexual a uma menina de 3 anos na escola municipal Professora Inês Rodrigues Cesarotti, no Parque Vitoria Regia, em Sorocaba (SP).

De acordo com a titular da DDM, Ana Luiza Salomone, o boletim de ocorrência foi registrado há pouco mais de um mês, mas ela ainda não começou a ouvir as testemunhas.

A Secretaria Municipal da Educação informou que recebeu a denúncia e afastou o professor da sala de aula. Além disso, diz que instaurou processo administrativo interno para averiguações do caso.

A pasta diz ainda que passou a atender a criança por meio de ações da equipe multidisciplinar e que os procedimentos estão em andamento.

O G1 recebeu a denúncia por meio do aplicativo Vc no G1 de uma mãe, que prefere não ser identificada. Ela disse que a maioria das mães que têm filhos na escola estão preocupadas com a possibilidade dele voltar à unidade.

"A inspetora diz que ele é de confiança e que tem mais de 10 anos de escola, nosso medo é que como sempre acabe tudo em 'pizza' e ele volte", diz.

Segundo a denunciante, o professor teria abusado de uma menina de 3 anos e a ameaçado para não contar nada a ninguém. A mãe da criança que teria sido abusada foi orientada a não falar com a imprensa, segundo a denunciante.

“Todos querem abafar o caso, a escola pediu para a mãe da menina não divulgar o caso. Ela até mudou de escola, mas e quem ficou?”, questiona.


A denunciante diz que o professor ainda dá aulas em outra escola, mas estadual. “É um absurdo, porque ele pegava as crianças no colo e quem garante que não vai fazer o mesmo lá”, diz.

A Diretoria Regional de Ensino de Sorocaba diz que "não recebeu nenhuma reclamação sobre o professor e que o caso está em apuração pelas autoridades competentes. Como não houve nenhuma recomendação oficial (judicial ou policial) contra a nomeação do docente, ele continua a dar aulas na escola."

De acordo com a Diretoria Regional de Ensino, quando casos semelhantes ocorrem após denúncia, o professor é afastado preventivamente enquanto ocorre apuração preliminar. O afastamento de suas funções poderá ocorrer após decisão judicial.
Fonte: G1/Sorocaba / Jundiaí

www.radiosorocaba.com.br

Globocop cai no Recife e deixa dois mortos e um ferido em estado grave

 A Polícia Civil, a Polícia Federal e a Força Aérea investigam a queda de um helicóptero que prestava serviço para a TV Globo, no Recife, na manhã desta terça (23). Duas pessoas morreram e uma terceira foi internada em estado grave.

O tempo estava nublado e chovia. O helicóptero transmitia imagens ao vivo da orla do Recife. Às 5h50 minutos, o Globocop saiu do hangar, que fica ao lado do aeroporto, e seguiu para a Praia de Boa Viagem. Às 6h05 sobrevoava a Praia do Pina.

O Globocop estava de deslocando da orla do Recife em direção à Zona Norte da cidade, onde faria novas imagens para o telejornal Bom Dia Pernambuco, que estava no ar. Testemunhas contam que o piloto desviou do bairro de Brasília Teimosa, um dos mais populosos do Recife, e seguiu em direção ao mar. Ele caiu bem perto da faixa de areia, a uma distância de apenas 30 metros.

Uma câmera de segurança registrou o momento da queda do Globocop. O helicóptero era do modelo Robinson R44 e tinha uma câmera acoplada, controlada por um operador.

Duas pessoas morreram na queda: o comandante Daniel Cavalcanti Figueira Galvão, de 36 anos, e a controladora de tráfego da Aeronáutica, a sargento Lia Maria Abreu de Souza, de 34 anos.
Fonte: Jornal Nacional
www.radiosorocaba.com

Mulher é detida ao tentar entrar em penitenciária com celular em órgão genital

Agentes penitenciários apreenderam um celular durante revista na Penitenciária de Capela do Alto (SP) na manhã deste sábado (13).

O aparelho estava escondido no órgão genital de uma mulher de 22 anos que tentava visitar o companheiro na penitenciária.

A mulher foi encaminhada ao plantão policial e o boletim de ocorrência foi registrado na Delegacia de Tatuí (SP). O aparelho foi apreendido e a mulher está impedida de entrar no presídio.


Fonte: Notícias da região G1 Sorocaba e Jundiaí



www.radiosorocaba.com.br

Saiba como os aplicativos rastreiam a sua vida e por que você deve se preocupar


Empresas de serviços na internet rastreiam muito mais informações do que os usuários imaginam

Você entra na internet, consulta sites de viagens e verifica os preços de um hotel, digamos, na Tailândia. Minutos depois, todas as páginas que você visita vêm recheadas de publicidades e informações sobre o país pesquisado, sobre hotéis, cruzeiros pela Ásia e passagens de avião.

A simulação acima é apenas um pequeno exemplo de como o usuário está inserido numa rede de informações em que ele é ao mesmo tempo sujeito e objeto. Como diz um antigo ditado norte-americano ligado ao mundo das finanças: não existe almoço grátis. A maior moeda de troca nos serviços baseados na web – principalmente nos gratuitos – são as informações coletadas de seus usuários. Empresas como a Google e o Facebook têm ferramentas no código de seus aplicativos que permitem coletar, com precisão, diversos dados de seus clientes. Além da publicidade baseada nas suas buscas, há vários outros exemplos de como isso afeta sua vida.

Você provavelmente possui um computador ou um smartphone. Certamente, tem acesso à internet e já fez uso de algum serviço da Google ou do Facebook – mesmo que não saiba. Se você usa o WhatsApp, o Instagram, o Gmail ou, simplesmente, entra em alguma página na web que tenha anúncios publicitários, é provável que essas empresas já saibam grande parte de suas informações pessoais. Mas a discussão vai além de companhias registrando seu nome ou número de telefone. As gigantes norte-americanas têm acesso não somente aos lugares em que você passa, às suas conversas, aos seus e-mails, às suas fotos, mas também às suas informações bancárias, à sua saúde, aos seus hábitos de consumo, às suas preferências sexuais e a praticamente toda a sua atividade on-line – e off-line. Inclusive, na maioria das vezes, é você quem permite que essas informações sejam, não apenas coletadas, mas repassadas a outras companhias pelo mundo – e isso é claramente descrito nos termos de adesão a esses serviços.

Mas isso não é tudo. Uma recente descoberta demonstrou que o alcance desse big brother é ainda maior. Há pelo menos 25 rastreadores diferentes nos aplicativos mais populares da Google Play – os quais, em grande parte, trabalham de maneira ‘clandestina’ aos termos apresentados pelas empresas. A lista contém nomes como Uber, Tinder, Skype, Twitter, Spotify e Snapchat. O alerta é do Yale Privacy Lab, iniciativa do Information Society Project, da Universidade de Yale, nos Estados Unidos. Detalhes da pesquisa, em conjunto com a ONG francesa Exodus Privacy, foram divulgados no final de novembro e revelam “um software clandestino de vigilância que não é conhecido pelos usuários de Android quando o aplicativo é instalado”, segundo a publicação. Os estudos permitiram determinar a origem desses rastreadores e as empresas por trás deles, além das práticas de vigilância que eles acarretam.

“As atividades em rede desses aplicativos cruzam diversos países e preceitos legais. A falta de transparência sobre a coleta, transmissão e processamento de dados levanta um sério problema de privacidade”, afirma o relatório. “Há graves problemas de segurança nos aplicativos, usados por bilhões de pessoas no mundo”, alerta. Revelou-se que mais de 75% dos 300 aplicativos analisados pela Exodus contêm esses rastreadores. Porém, há a possibilidade de que o número seja ainda maior, já que a ferramenta desenvolvida pelos pesquisadores só consegue identificar rastreadores que foram cadastrados anteriormente em seu sistema. “Há toda uma indústria baseada nesses rastreadores. Aplicativos que clamam ser ‘limpos’, podem conter alguns que ainda não conseguimos identificar”.

Entre os rastreadores encontrados, há o “OutBrain”, que permite que informações como o nome do usuário, telefone, contato de e-mail e endereço sejam não apenas coletadas e armazenadas, mas distribuídas para outras empresas. Os pesquisadores não tiveram acesso aos códigos dos aplicativos oferecidos na loja da Apple, porém, expandiram o alerta para outros sistemas operacionais. “Os rastreadores provavelmente estão igualmente escondidos nos aplicativos para iPhone”.

Pentágono admitiu ter financiado programa secreto para investigar aparições de ovnis.

O Pentágono admitiu ter financiado um programa secreto bilionário para investigar aparições de objetos voadores não identificados (ovnis).

O programa foi encerrado em 2012, de acordo com o Departamento de Defesa dos Estados Unidos. Porém, uma reportagem do The New York Times relatou que ele ainda estaria em execução. Segundo o jornal, os funcionários continuam a estudar incidentes apontados pelos membros do serviço militar dos Estados Unidos, em paralelo às suas atividades regulares no Pentágono.

O chamado Programa de Identificação Avançada de Ameaças de Aviação operou de 2007 a 2012 e recebeu US$ 22 milhões por ano de financiamento, escondido no gigantesco orçamento do Pentágono, disse o Times, citando participantes e registros do programa.

O programa forneceu documentos que descrevem as aparições de aparatos voadores não identificados que pareciam se mover rapidamente, sem sinais visíveis de propulsão, ou sem meios aparentes de se erguer, afirmou o Times.

Funcionários do programa também examinaram vídeos dos encontros de aeronaves militares americanas com objetos desconhecidos, ainda de acordo com o jornal.

Um deles, divulgado em agosto, mostra um objeto oval branco do tamanho de um avião sendo seguido por dois jatos da Marinha de um porta-aviões da costa da Califórnia em 2004, acrescentou a reportagem.

O Departamento de Defesa disse em nota que o programa foi encerrado.

"O Programa de Identificação Avançada de Ameaças de Aviação foi concluído em 2012. Determinou-se que havia outra questões mais prioritárias que mereciam financiamento e foi com a melhor das intenções que o Departamento fez essa mudança", afirmou.

"O Departamento de Defesa leva muito a sério todas as ameaças e ameças em potencial ao nosso povo, nossos ativos e nossa missão, e toma ações quando qualquer informação verossímil aparece".

‘Super-Homem Chinês’ morre ao cair de prédio de 62 andares


 Um chinês de 26 anos que fez fama na Internet por vídeos e fotos nos quais aparecia escalando prédios sem qualquer equipamento de segurança morreu ao tentar realizar uma proeza nas alturas. De acordo com a mídia local, Wu Yongning fazia exercícios dependurado do 62º andar de um edifício quando perdeu o controle dos movimentos e caiu.

Conhecido nas redes sociais da Chinacomo o ‘Super-Homem Chinês’, Wu contava com um séquito de milhões de seguidores virtuais, que estranharam a falta de atualizações em sua página. Na última sexta-feira, a namorada do jovem anunciou no Weibo, equivalente chinês do Twitter, que “hoje, dia 8 de dezembro, me faz pensar em 8 de novembro, o dia que você nos deixou e deixou este mundo”.

O incidente aconteceu em um arranha-céu em Changsha, capital da província de Hunan. De acordo com o jornal South China Morning Post, quando caiu do prédio, Wu competia para ganhar um prêmio equivalente a 15.000 dólares (cerca de 50.000 reais) que seria usado para o seu casamento e para cobrir despesas de um tratamento médico da mãe, informaram familiares.

Segundo a rede de notícias Sina, Wu tinha treinamento em artes marciais e eventualmente atuava como dublê em filmes chineses até se dedicar exclusivamente a divulgar suas proezas nas alturas nas redes sociais, algo que fazia desde fevereiro. O jovem gravou cerca de 300 vídeos em cima de alguns dos prédios mais altos do país contando apenas com uma câmera.

Sorocaba recebe o mais tradicional encontro de motos do Brasil


Considerado o mais tradicional encontro de motos do país, o Megacycle estará pela primeira vez em Sorocaba nos dias 9 e 10 de dezembro, na Arena Centro de Eventos, localizada no bairro Ipanema das Pedras.

O objetivo do evento é ampliar experiências junto aos motociclistas em um local mais que especial para abrigar expositores, público e todas as atrações que já foram programadas para a 39ª edição, como a Competição de Arrancada e shows de rock'n roll.

Os motociclistas também poderão participar de testes exclusivos na linha premium, urbana e de alta cilindrada, além de acompanhar de perto as novidades das principais marcas do setor, como Ducati, Honda, Yamaha e Sapico Motos, que estarão presentes no encontro com estandes de venda, passeios de motos, test ride, gincanas, lançamentos e promoções.

Prova de Arrancada

A Prova de Arrancada, uma das novidades do Megacycle Sorocaba, será realizada nos dois dias, em uma pista profissional homologada com 201 metros de extensão, área de escape de 300 metros e mais 50 metros de caixa de brita, que fazem dela uma das mais seguras do Brasil.

Os ingressos para o Megacycle Sorocaba estão à venda pela internet ou em pontos de venda espalhados pela cidade. Aproveite e compre os convites antecipados válidos para os dois dias pelo valor único de R$ 25 com direito a estacionamento para a moto. Motoclubes com mais de 10 integrantes têm desconto em ingressos comprados antecipadamente pela internet.

Local: Arena Centro de Eventos Sorocaba
Estrada do Ferroviário João de Oliveira, 300, bairro Ipanema das Pedras

Horários:
09/12/2017 – das 9h às 22h
10/12/2017 – das 9h às 18h

Informações: www.megacycle.com.br

Coreia do Norte dispara míssil balístico


A Coreia do Norte disparou um míssil balístico na quarta-feira (horário local), disseram duas fontes do governo dos Estados Unidos, uma semana depois que o presidente Donald Trump colocou a Coreia do Norte de volta à lista dos EUA de países que apoiam o terrorismo.
Mais tarde, o Pentágono disse que detectou um "provável" lançamento de mísseis da Coreia do Norte.
"Detectamos um provável lançamento de mísseis da Coreia do Norte. Estamos no processo de avaliar a situação e forneceremos detalhes adicionais quando disponíveis", disse o porta-voz do Pentágono, Coronel Robert Manning, a jornalistas.
Ele disse que o provável lançamento foi detectado às 16h30 (horário de Brasília).
O míssil voou para o leste, e os militares sul-coreanos disseram que estão analisando os detalhes do lançamento com os Estados Unidos.
Os militares sul-coreanos afirmaram terem conduzido um exercício de disparo de mísseis em resposta à provocação da Coreia do Norte.
A NHK no Japão, citando o Ministério da Defesa, informou que o míssil pode ter aterrisado nas águas da zona econômica exclusiva do Japão.
A fonte dos EUA disse à Reuters que nenhum outro detalhe estava disponível imediatamente.
Depois de disparar mísseis a um ritmo de cerca de dois ou três por mês desde abril, os lançamentos de mísseis norte-coreanos sofreram uma pausa depois do lançamento de um míssil que passou pela ilha japonesa de Hokkaido, em 15 de setembro.

(Por Tim Ahmann e Mark Hosenball)
OLBRTOPNEWS Reuters Brazil Online Report Top News

Rádio Sorocaba é premiada na cidade de São Bernado do Campo

A Rádio Sorocaba foi homenageada com o "Troféu Arte em Movimento" como a melhor rádio no segmento web  noticiarista / musical, ficando em destaque entre as melhores rádios do Brasil.

A homenagem foi oferecida em forma de Troféu , neste sábado (7)  no Teatro Cacilda Becker na cidade de São Bernardo do Campo, para mais de 250 premiados.
Receberam o Troféu, representando a Rádio Sorocaba os radialisttas Roberto Neander, Isabela Nascimento, Tony Athie e Vitor Russafa.

Da cidade de Sorocaba, receberam também a premiação a cantora e atriz Nat Verçosa e o Centro Cultural das Tradições Nordestinas de Sorocaba, tendo como representante a Diretora Selma Araújo.


A premiação Troféu Arte em Movimento está sendo considerada a maior premiação independente do Brasil.
Para compreender o que é o Troféu Arte em Movimento, vamos saber como tudo começou:

Criado em Outubro de 2015 pelo Artista Plástico Jose Pereira De Souza Pereira em homenagem ao artista ANTONINO ASSUMPÇÃO, o Troféu Arte em Movimento tem como objetivo reconhecer e valorizar as celebridades da diversidade cultural de todo o Brasil e que foram destaque no decorrer do ano. A homenagem é oferecida em forma de Troféu aos radialistas,rádios,repórteres, apresentadores de TV, artistas, esportistas, ongs, ativistas culturais, cantores, diretores de jornal, grupos teatral, sambistas, entre outros.

Roberto Neander / Rádio Sorocaba

Locutores da Rádio Sorocaba recebem homenagem do Vereador Fausto Peres, na Câmara Municipal de Sorocaba

Em solenidade televisionada, Roberto Neander, Vitor Russafa e Isabela Nascimento da Rádio Sorocaba, recebem homenagem do Dia do Radialista na Câmara Municipal de Sorocaba pelo Vereador Fausto Peres.

A Câmara Municipal de Sorocaba, em sua Reunião do dia 3 de Outubro de 2017, homenageou os Radialista Roberto Neander, Vitor Russafa e Isabela Nascimento a requerimento do Nobre Vereador Fausto Salvador Peres, conseguinando na Ata de seus trabalhos, voto de Cogratulações  em Comemoração ao Dia do Rádio, celebrado no dia 21 de Setembro, e por estarem à frente do microfone, falando para a audiência do rádio, o que atribui aos radialistas a responsabilidade de levar a sua mensagem com amor e dedicação, tendo como princípios básicos a ética e a verdade na promoção da cidadania e de uma sociedade mais justa.

Roberto Neander/ Rádio Sorocaba

A Rádio Sorocaba recebe o Troféu Arte em Movimento 2017 -  "A MAIOR PREMIAÇÃO INDEPENDENTE DO BRASIL"

Troféu Arte em Movimento 3ª Edição

"A MAIOR PREMIAÇÃO INDEPENDENTE DO BRASIL"

Pela terceira vez, Diadema será palco da entrega do Troféu Arte em Movimento que será realizado nos dias 6/10 e  07/10 na cidade de Diadema e também no dia 07/10 na cidade de São Bernardo do Campo.
Para compreender o que é o Troféu Arte em Movimento, vamos saber como tudo começou:

Criado em Outubro de 2015 pelo Artista Plástico Jose Pereira De Souza Pereira em homenagem ao artista ANTONINO ASSUMPÇÃO, o Troféu Arte em Movimento tem como objetivo reconhecer e valorizar as celebridades da diversidade cultural de todo o Brasil e que foram destaque no decorrer do ano. A homenagem é oferecida em forma de Troféu aos radialistas,rádios,repórteres, apresentadores de TV, artistas, esportistas, ongs, ativistas culturais, cantores, diretores de jornal, grupos teatral, sambistas, entre outros.
 Zeép, como é carinhosamente conhecido, salienta que o Troféu Arte em Movimento é uma homenagem para  todos aqueles que fazem parte do Patrimônio Cultural Brasileiro.
No início, em 2015, éramos uma família de 25 participantes e hoje, em 2017 contamos com mais de 250 artistas de todo o Brasil, diz Zeép.
Diante da grande repercução e o grande número de artistas envolvidos, este ano estaremos realizando a entrega do Troféu Arte em Movimento em duas cidades e teremos como apresentador o Radialista VALDO ROCHA.

A abertura do evento e entrega do Troféu Arte em Movimento, será nos dias 06/10  às 18:00hs e 07/10 às 14:00 hs no Centro Cultural Canhema e Casa do Hip Hop, Rua Vinte e Quatro de Maio, nº 38 em Diadema SP e o encerramento será no dia 07/10 na cidade de São Bernardo do Campo, com início às 18:30 hs, no Teatro Cacilda Becker que fica na Praça Samuel Sabatini, 50, no Paço Municipal.
A Rádio Sorocaba e seus radialistas Roberto Neander, Isabela Nascimento, Vitor Russafa e Tony Athiê, recebem o "Troféu Arte em Movimento 2017" no dia 07/10 em São Bernardo do Campo.
Sobre:  ANTONINO ASSUMPÇÃO
Nascido em Santo André, Antonino Assumpção teve sua vida ligada à arte, ao esporte e ao jornalismo de São Bernardo do Campo.
Entre suas ações, fundou em 1962 o grupo Regina Pacis, o qual liderou até sua morte. Na década de 1980, foi diretor do Departamento de Ações Culturais da cidade.
Roberto Neander / Rádio Sorocaba

Sony voltará a produzir discos de vinil pela primeira vez desde 1989

A Sony decidiu voltar a fabricar discos de vinil depois de notar o aumento nas vendas dos bolachões. Eles serão fabricados na província de Shizuoka, no Japão, pela primeira vez em quase trinta anos: a empresa havia parado de produzi-los em 1989, quando os CDs, que caminhavam para o sétimo ano de vida, já eram adotados massivamente.

Até que demorou: enquanto as vendas de CDs (e até músicas digitais) caem devido à migração dos usuários para os serviços de streaming, os vinis estão cada vez mais populares. Segundo o The Guardian, as vendas globais dos LPs chegarão a US$ 1 bilhão até o final do ano 2017. Além disso, no Reino Unido, as gravadoras estão ganhando mais dinheiro com vinil do que com streaming bancado por anúncios, como o Spotify Free.


Tenha você também a sua rádio